PublicidadePublicidade

Dono da Havan, Luciano Hang quer volta do horário de verão que Bolsonaro extinguiu

Mudança no relógio foi uma das primeiras medidas do atual governo

Folhapress Folhapress -

Joana Cunha, Mariana Grazini e Andressa Motter, de SP – O movimento de empresários que pedem a volta do horário de verão recebeu o apoio de Luciano Hang neste final de semana.

A adesão é vista como um reforço de peso porque o dono da Havan é um dos empresários do núcleo mais próximo de Bolsonaro, que sempre foi contra o horário de verão. A extinção da mudança no relógio foi uma das primeiras medidas de seu governo, tomada por decreto ainda em abril de 2019.

“O fato de ganharmos uma hora durante o dia faz com que a roda da fortuna gire mais”, escreveu o dono da Havan na internet, neste sábado (3).

PublicidadePublicidade

Para Hang, o horário de verão influencia positivamente a economia e setores como turismo, restaurantes e comércio, além de gerar mais empregos na indústria e melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Bolsonaro, por sua vez, ao decretar a extinção do modelo, defendia que ele não ge​rava economia de energia. O presidente apostava que sua iniciativa elevaria a produtividade do trabalhador brasileiro porque favoreceria o relógio biológico.

O movimento que pede a volta do horário de verão é liderado por entidades filiadas à CNTur (Confederação Nacional de Turismo) em Santa Catarina, Paraná e Bahia, e ganhou a adesão de representantes de bares e restaurantes no fim de junho. O pedido já foi enviado ao governo.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade