PublicidadePublicidade

Oftalmologista de Anápolis fala sobre a importância de tratar e prevenir doenças nos olhos

Profissional atende na Clínica Popular da Saúde e também explica quando é o melhor momento para passar por uma consulta

Da Redação Da Redação -
(Foto: Divulgação)

Manter as consultas em dia com um oftalmologista é extremamente importante para garantir uma boa visão e prevenir uma série de doenças que podem causar danos irreparáveis.

O ideal é ter sempre um acompanhamento, principalmente para aqueles que já usam óculos, sentem dores frequentes de cabeça ou percebem os olhos sempre avermelhados.

E uma das principais queixas dos consultórios é justamente a dificuldade de enxergar, seja objetos próximos ou distantes. Por isso, o profissional precisa examinar bem o paciente para diagnosticar o erro refrativo.

PublicidadePublicidade

Para tirar todas as dúvidas sobre o momento ideal para procurar um oftalmologista, bem como os tipos de doenças e tratamentos, a reportagem entrevistou a Dra. Claudenira Lima.

Ela é formada em Medicina pela Fundação Universidade do Amazonas – UFAM, com especialização pela Sociedade Brasileira de Oftalmologia e Conselho Brasileiro de Oftalmologia. Atualmente, atende na Clínica Popular da Saúde.

Veja a entrevista na íntegra

Quando devo procurar um oftalmologista?
Dra. Claudenira Lima: Essa especialidade estuda, diagnostica e trata doenças relacionadas aos olhos. O ideal é que as visitas ao oftalmologista se iniciem já na infância e continuem frequentes e periódicas com o passar dos anos. Queixas como irritação, lacrimejamento, olhos secos, vermelhidão, visão embaçada e dor, são motivos para que o paciente procure ajuda médica.

Quais os principais erros refrativos que podem comprometer a visão do paciente?
Dra. Claudenira Lima: Os erros refrativos são alterações das estruturas oculares, que atrapalham o processo da visão. Em boa parte, não são quadros graves, porém, quando não são tratados, afetam muito a qualidade da visão do paciente. As principais causas de comprometimento visual estão ligadas as Ametropias (Miopia, Hipermetropia, Astigmatismo), Presbiopia, relacionadas a distúrbios de visão binocular, opacidade dos meios, alterações de percepção no assoalho retiniano, nervo óptico e vias ópticas.

Qual a diferença entre a Miopia e a Hipermetropia?
Dra. Claudenira Lima: A principal característica da Miopia é prejudicar a visão dos objetos a longa distância, deixando-os desfocados e difíceis de serem identificados. A Hipermetropia é basicamente o oposto da Miopia, prejudicando muito mais a visão para perto, deixando os objetos próximos distorcidos e embaçados. Em ambas, o olho, de forma natural e espontânea, fará esforço para acomodar o ponto de foco das imagens.

E o que seria o Astigmatismo?
Dra. Claudenira Lima: O Astigmatismo distorce a visão para perto e para longe, deixando os objetos borrados e sem nitidez. A causa do astigmatismo está na córnea com maior curvatura em um meridiano em comparação a outro, fazendo com que os feixes de luz sejam projetados em pontos múltiplos da retina e desfocando a visão. Os sintomas mais comuns do Astigmatismo são dores de cabeça, cansaço e fadiga ocular, vermelhidão e irritação dos olhos.

Como tratar a Miopia, Astigmatismo e Hipermetropia?
Dra. Claudenira Lima: A maioria das queixas de Miopia, Astigmatismo e Hipermetropia podem ser solucionados com o uso de óculos. Existe também a possibilidade da indicação da cirurgia refrativa. É um procedimento seguro e de bons resultados, que na maioria dos casos, proporciona independência do uso de óculos e lentes, conquistando maior comodidade e qualidade de vida.

Qual a relação da catarata com a perda de visão?
Dra. Claudenira Lima: A catarata é uma doença caracterizada pela perda de transparência do cristalino, lente natural cuja função é propiciar o foco da visão em diferentes distâncias. Com o avançar da idade, as fibras do cristalino aumentam de espessura e de diâmetro, ocasionando uma visão cansada ao paciente. A catarata seria a fase seguinte desse processo, a lente natural, que perde a elasticidade, acaba se tornando opaca. Aos poucos, vai embaçando a visão até que o indivíduo passa a enxergar apenas vultos e luzes, podendo levar a cegueira.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade