PublicidadePublicidade

Polícia de Portugal prende suspeito de matar brasileiro em Lisboa

Segundo a investigação, os dois jovens já vinham se desentendendo havia algum tempo

Folhapress Folhapress -
(Foto: Reprodução)

Giuliana Miranda, de Portugal – A Polícia Judiciária de Portugal prendeu um homem de 23 anos suspeito de ter feito os dois disparos que mataram o brasileiro Luiz Henrique Froede, 22. Segundo a investigação, os dois jovens já vinham se desentendendo havia algum tempo.

A polícia não informou o nome nem a nacionalidade do suspeito, que está neste momento em liberdade, mas obrigado a se apresentar às autoridades a cada duas semanas.
De acordo com a polícia, os disparos aconteceram em uma discussão, após Luiz Henrique Froede ter ido até a casa do suspeito em Alfama, um dos bairros mais turísticos da capital portuguesa.

“No dia dos fatos, o autor encontrava-se em casa quando foi surpreendido pela presença da vítima. Após uma intensa discussão, o autor, empunhando uma arma de fogo, desferiu dois disparos na direção da vítima que a atingiram na região da cabeça e na região torácica”, afirma a polícia, em nota enviada aos jornalistas nesta quarta-feira (14).

PublicidadePublicidade

Após os disparos, o dono da casa fugiu do local do crime. Segundo a polícia, ele foi capturado no mesmo dia. A arma de fogo usada também foi apreendida.

A nota da polícia corrigiu as informações iniciais sobre a idade da vítima, afirmando que Froede tinha 22 anos. Os primeiros relatos informaram que ele tinha 24.

Ainda de acordo com a polícia, o jovem foi socorrido pelo Inem (Instituto Nacional de Emergência Médica, o Samu de Portugal), mas não resistiu aos ferimentos. Ele morreu no hospital de São José, também no centro de Lisboa, no sábado (10).

Os relatos sobre o que aconteceu na noite do homicídio são contraditórios. Uma reportagem no jornal português Correio da Manhã afirmou que a vítima fora encontrada abandonada em uma rua de Alfama.

Um vídeo obtido pela emissora SIC, feito por moradores, mostra o momento em que ao menos quatro pessoas, falando em português do Brasil, tentaram socorrer a vítima, carregando Froede pelas ruas do bairro.

Nos grupos da comunidade brasileira em Portugal, também circularam diferentes versões sobre o caso.

Natural de Teófilo Otoni, em Minas Gerais, Luiz Henrique Froede vivia em Lisboa desde 2019.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade