PublicidadePublicidade

Enel se manifesta após funcionário morrer eletrocutado em subestação de energia

Segundo a empresa, o profissional realizava um procedimento de medição na hora do acidente

Rafaella Soares Rafaella Soares -
(Foto: Divulgação)

Um trágico acidente de trabalho terminou com a morte de um funcionário da Enel Goiás, na manhã desta quinta-feira (12), na Subestação Atlântico, em Goiânia.

A vítima foi identificada como Edivânio Aparecido Pereira, de 48 anos, que estava realizando um procedimento de medição quando sofreu um forte choque elétrico.

Em nota, a Enel afirmou que toda a subestação foi desligada imediatamente para tentar salvar o trabalhador.

Equipes do Corpo de Bombeiros chegaram a ser acionadas às pressas para ir ao local e os militares realizaram manobras de reanimação por mais de 30 minutos.

Apesar de todo o esforço, Edivânio não reagiu e o óbito foi confirmado. Ele já trabalhava na empresa há quase 20 anos.

Ainda na nota, a Enel lamentou o ocorrido, prestou condolências aos familiares e amigos e se colocou à disposição para “prestar todo o apoio necessário”.

Por conta do desligamento na subestação durante o socorro do funcionário, vários bairros da capital foram afetados pela falta de energia elétrica. O serviço, de acordo com a companhia, já foi totalmente restabelecimento.

Veja a nota da Enel na íntegra

A Enel Distribuição Goiás lamenta profundamente a perda de Edivânio Aparecido Pereira, de 48 anos, colaborador da empresa há quase 20 anos. O acidente aconteceu na manhã desta quinta-feira, na Subestação Atlântico, enquanto ele realizava um procedimento de medição. Toda a subestação foi desligada na tentativa de salvar o colaborador. O Corpo de Bombeiros foi acionado e tentou, por mais de 30 minutos, reanima-lo, mas sem sucesso. Todo o time da Enel Goiás está profundamente consternado e a empresa já está em contato com a famílias para prestar todo o apoio necessário. 100% das cargas da subestação já foram restabelecidas.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade