PublicidadePublicidade

Como foi o motim que movimentou cadeia e deixou presos feridos em Anápolis

Alvo principal dos detentos teve machucados no rosto e braços e precisou ser socorrido pelo SAMU

Da Redação Da Redação -
Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc é o presídio de Anápolis. (Foto: Reprodução)

A sexta-feira (13) foi de muita correria e trabalho para os agentes penitenciários que atuam no Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, a cadeia pública de Anápolis.

Isso porque cerca de 30 detentos teriam se reunido em uma espécie de motim para invadir uma cela e tentar matar um desafeto que estava no local.

Para a ação, os envolvidos amontoaram vários colchões para impedir a intervenção dos agentes e ameaçar colocar fogo para matar todos que estavam por perto.

No momento da invasão da cela, os presos estavam com cabos de madeira afiados e objetivos metálicos que poderiam fazer perfurações.

Para conter a confusão, as equipes que atuam na cadeia tiveram de usar balas de borracha e sprays de pimenta.

O detento que era alvo da tentativa de execução ficou com machucados no rosto e nos braços e precisou ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e levado para um hospital. Já outros feridos passaram apenas pela enfermaria.

No local, foi possível identificar 11 dos envolvidos no delito, que tiveram de ser encaminhados à Central de Flagrantes para responder por motim e tentativa de homicídio.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade