PublicidadePublicidade

Pai de Britney diz que transtornos da filha são piores do que os fãs pensam

Jamie Spears afirmou também que suas ações durante os 13 anos em que tem atuado como tutor da filha a "salvaram do desastre"

Folhapress Folhapress -
(Foto: Reprodução)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Jamie Spears, pai de Britney Spears, afirma que os problemas de saúde mental e dependência de drogas da cantora são muito piores do que o público pode imaginar.

Segundo reportagem do The Sun, essa informação está presente em documento em que Jamie responde à petição judicial da filha para suspendê-lo como tutor. Recentemente, ele desistiu de cuidar da tutela de Britney.

De acordo com os papéis entregues ao Tribunal de Los Angeles, o pai de cantora diz que há informações “extremamente confidenciais” sobre o assunto que são mantidas em segredo. No documento, Jamie afirmou também que suas ações durante os 13 anos em que tem atuado como tutor da filha a “salvaram do desastre”.

PublicidadePublicidade

“Se o público conhecesse todos os fatos da vida pessoal de Britney, não apenas seus altos, mas também seus baixos, todos os vícios e problemas de saúde mental com os quais ela tem lutado, e todos os desafios da tutela, eles elogiariam o sr. Spears pelo trabalho que ele fez, não o difamariam”, escreve Vivien Thoreen, advogada de Jamie, nos documentos.

“Mas o público não conhece todos os fatos e não tem o direito de saber, então não haverá justiça pública para o senhor Spears”, completa ela.

No documento, a advogada também afirma que Jamie não tem sido o responsável por supervisionar a ingestão de medicamentos prescritos à cantora nos últimos anos. Em audiência, Britney afirmou ter sido forçada a tomar estabilizadores de humor como lítio.

Jamie argumenta que tem pouca participação no tratamento médico da filha, e que seu papel era apenas o de pagar as contas. Ele também diz que só concordou em renunciar ao posto de tutor porque uma “rixa pública” não seria do interesse da filha.

Mesmo que tenha desistido do cargo, nos documentos Spears defende que não há motivos legais para a mudança e questiona se neste momento isso seria o melhor para a filha. “Não há, de fato, motivos reais para suspender ou remover o senhor Spears como o tutor da carreira e das propriedades.”

Em audiência no fim de junho, Britney criticou as ações do seu pai e afirmou que a tutela é abusiva. “Não sinto que posso viver uma vida plena.” A próxima audiência do caso será realizada em 29 de setembro.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade