PublicidadePublicidade

Juiz de Abadiânia mantém prisão do ginecologista Nicodemos Júnior

Médico será encaminhado para Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia

Augusto Araújo -
Nicodemos Júnior Estanislau Moraes
Médico Nicodemos Júnior é acusado de abuso e assédio por mais de 50 mulheres (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

O ginecologista e obstetra Nicodemos Júnior Estanislau Morais vai continuar preso.

Novas denúncias de abuso sexual em Abadiânia levaram o juiz Marcos Boechat Lopes Filho a decretar a prisão preventiva do médico.

Após audiência de custódia realizada nesta sexta-feira (08), o magistrado de Abadiânia manteve sua decisão e ele continuará atrás das grades.

O médico será encaminhado ao Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

Até o momento, Nicodemos Júnior já foi denunciado por abusos sexuais por 53 mulheres em Anápolis e quatro em Abadiânia.

 

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade