Novo auxílio do Governo Federal paga R$ 550 por mês e já está valendo

Interessados em receber devem preencher alguns requisitos; saiba como participar

Anna Júlia Steckelberg -
Imagem de contagem de dinheiro (Foto: Reprodução)

Você ficou sabendo do auxílio inclusão, que tem valor mensal de R$550,00 para os beneficiários? Basicamente, o novo auxílio do Governo Federal entrou em vigor no início do mês de outubro e está atuando como uma forma de incentivar a inserção no mercado de trabalho formal de quem recebe BPC Loas. Entenda!

Quem tem direito ao novo auxílio do Governo Federal?

De modo geral, os idosos e pessoas com deficiência que recebem aposentadoria pelo Loas têm o direito de se cadastrar no Auxílio Inclusão. Além disso, o único critério é de que estes consigam um emprego de carteira assinada.

Para a gente entender, essa condição imposta pretende promover a formalização de profissionais e também reduzir gastos públicos com benefícios sociais.

PublicidadePublicidade

Ademais, o principal argumento usado pela base aliada do presidente da república Jair Bolsonaro (sem partido) é de que muitas pessoas em condição de trabalho e que recebem o Loas optam por atividades informais para não perder o direito ao benefício. 

Logo, a ideia do Governo Federal como o novo auxílio é pagar um benefício compensatório para aqueles que recebem o Loas e que entram no mercado formal de trabalho.

Dessa forma, uma pessoa com deficiência que recebe o Loas e que consiga um emprego formal, ao invés de parar de ficar sem nenhum benefício por parte do governo, passará a receber o auxílio inclusão. 

Além disso, quem recebe aposentadoria, pensão, benefício por incapacidade ou seguro-desemprego não poderá receber o auxílio inclusão. Logo, são válidos os seguintes critérios para receber o Auxílio Inclusão:

– Ser inscrito no banco de dados do INSS como beneficiário do BPC;

– Ser idoso ou Pessoa com Deficiência (PcD);

– Conseguir um emprego formal, com carteira assinada;

– Ter renda mensal de, no máximo, dois salários mínimos, atualmente estimado em R$ 2.200.

Como se cadastrar

Basicamente, o Auxílio Inclusão não prevê abertura de um cadastro específico para pagamento da medida. Assim, somente poderão receber o auxílio quem já está cadastrado no banco de dados do INSS como dependente do Loas.. 

Dessa maneira, o sistema do INSS irá verificar todos os cadastros e, ao identificar que um cidadão que recebe o Loas foi contratado com carteira assinada, irá substituir automaticamente o pagamento do benefício pelo Auxílio Inclusão.

Com relação ao procedimento para solicitação do Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas), este pode ser feito totalmente online e de forma gratuita, o que já falamos aqui.

Basta que os interessados façam (e mantenham atualizado) a inscrição no Cadastro Único Para Programas Sociais, o CadÚnico. 

LEIA TAMBÉM:

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.