PublicidadePublicidade

Super máquina, que equivale a 100 mil computadores convencionais, vai ser usada pela UFG

Goiás é o primeiro lugar da América Latina a receber o equipamento com inteligência artificial, trazido exclusivamente para a universidade pública

Karina Ribeiro -
Nvidia DGX A100 vem para reforçar a pesquisa na instituição. (Foto: Reprodução)

Depois de criar o primeiro curso superior de bacharelado de Inteligência Artificial (IA) do Brasil, a Universidade Federal de Goiás (UFG) consolida avanço numa das áreas mais promissoras da atualidade.

No Centro de Excelência em Inteligência Artificial (Ceia) vai ser inaugurado, nesta quinta-feira (21), o supercomputador Nvidia DGX A 100 – o primeiro da América Latina.

O investimento foi de R$ 1,4 milhão viabilizado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg).

PublicidadePublicidade

O equipamento equivale a 100 mil computadores convencionais como esses que as pessoas usam dentro de casa.

E mesmo antes dele chegar, vários contratos já foram fechados e muita demanda já está à espera.

A Ceia, que é uma parceria entre o Governo de Goiás, UFG, e empresas privadas – já desenvolveu projetos com 33 empresas espalhadas em nove estados, em diferentes áreas: como seguros automotivos inteligentes e software para prevenção de intercorrências em diabéticos.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.