PublicidadePublicidade

“Vemos as mãos de Deus fazendo milagre”, diz pai da bebê Helena após alta hospitalar

Criança de Anápolis teve mais de 70% do corpo queimado por reação a medicamentos e ficou quase 50 dias internada

Rafaella Soares -
À esquerda, Helena quando foi hospitalizada. À direita, pronta para voltar para casa. (Foto: Arquivo pessoal)

A bebê Helena Cristina, que há pouco mais de um mês comoveu Anápolis por ter tido queimaduras em mais de 70% do corpo por reação a medicamentos, enfim recebeu alta hospitalar.

A garotinha, que tem apenas 01 ano, precisou ficar 46 dias internada e 19 intubada. Neste período, passou pelo Ânima Centro Hospitalar, Hospital de Queimaduras de Anápolis e pelo Hospital Estadual de Urgências da Região Noroeste de Goiânia Governador Otávio Lage de Siqueira (HUGOL).

Pai de Helena, Hugo Cristiano agradece não só as equipes médicas, mas também a todos que se dispuseram a ajudar e que torceram pela recuperação da menina.

“Ela continua com seu tratamento em casa, reaprendendo o que mal sabia direito (pois estava começando a caminhar), fortalecendo sua imunidade, finalizando a cicatrização da pele e com várias consultas e exames pela frente para acompanhar. Mas o pior já passou e só temos a agradecer a todos pelo carinho por essa pequena e desejar que seja retribuído em dobro tudo que nos foi proporcionado”, disse ao Portal 6.

Segundo ele, a alta da filha foi autorizada no final da segunda-feira (25) e Helena já está no conforto do lar com a família.

“Ao ver o estado inicial e final desse processo, vemos sim as mãos de Deus fazendo um milagre”, afirmou.

Em tempo

A história de Helena ganhou repercussão nas redes sociais por volta do dia 15 de setembro, depois que ela sofreu reações de um medicamento que tomou para tratar convulsões, sintomas que sente desde os cinco meses, e precisou ser internada com urgência.

Na época, a família havia se mudado para Anápolis há apenas quatro meses e foi grande o susto quando o remédio afetou fortemente o funcionamento do sistema imunológico da garotinha, resultando em queimaduras que atingiram 72% do corpinho dela.

Quando deram entrada com a pequena no hospital, os pais descobriram que ela sofria da Síndrome de Stevens-Johnson, condição que se manifesta justamente após a ingestão de certos medicamentos em portadores da doença.

As reações causam, na maior parte dos casos, um processo de descamação da pele, que precisa ser tratado em unidades especializadas em queimaduras.

A condição da garotinha comoveu todo o município, que se engajou em uma mega corrente do bem para compartilhar a história e buscar ajuda de todas as formas.

Veja na íntegra a nota da família de Helena

Viemos através deste agradecer a todos os envolvidos na recuperação da pequena Helena, aos hospitais que ela passou (Anima, Queimaduras e Hugol), a todos os profissionais de saúde que dedicaram tanto para fazer dessa recuperação um sucesso, médicos, enfermeiros, auxiliares, administrativo, etc, e a todos que ajudaram nos custos e através de orações, sempre preocupados com o bem estar e a melhora da nossa pequena guerreira. Durante esse caminho, fizemos muitas amizades novas, reforçamos velhas amizades e descobrimos como a união e a solidariedade são importantes nesse momento de angustia e dor. Vimos outros casos parecidos ou problemas diferentes que procuramos ajudar assim como nos foi ajudado.

Hoje nossa Helena começa uma nova fase em sua vida após 46 dias hospitalizada e, desses, 19 dias intubada. Ao ver o estado inicial e final desse processo, vemos sim as mãos de Deus fazendo um milagre. Ela continua com seu tratamento em casa, reaprendendo o que mal sabia direito (pois estava começando a caminhar), fortalecendo sua imunidade, finalizando a cicatrização da pele, e com várias consultas e exames pela frente para acompanhar. Mas o pior já passou e só temos a agradecer a todos pelo carinho por essa pequena e desejar que seja retribuído em dobro tudo que nos foi proporcionado. Abraços. 

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.