YouTube remove nova live de Bolsonaro no canal de Carlos Bolsonaro

Plataforma informou que caso o presidente viole novamente as regras será suspenso por 14 dias

Folhapress -
Presidente pode ser removido da plataforma (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

O YouTube removeu nesta sexta-feira (29) a transmissão ao vivo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) desta semana dos canais do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) e no programa da Jovem Pan, “Os Pingos nos Is”.

De acordo com a empresa, é proibida a publicação de “conteúdos de criadores que estejam sob alguma restrição.” “O canal do presidente Jair Bolsonaro segue temporariamente suspenso, impedido de enviar vídeos com novos conteúdos ou fazer transmissões ao vivo, de acordo com a nossa política de alertas e avisos”, disse a companhia em nota.

Na semana passada, a plataforma tirou do ar a live do último dia 21 e suspendeu a conta do presidente por sete dias. Naquele vídeo, o presidente fez alegações falsas sobre a vacinação contra covid-19, inclusive de que ela estaria associada à Aids, o que contraria as diretrizes do site.

PublicidadePublicidade

Como esse foi o segundo vídeo do canal que foi removido por violar a política do YouTube, a empresa restringiu a página de Bolsonaro de postar conteúdos novos e fazer transmissões ao vivo por uma semana.

Em julho deste ano, um vídeo em que o presidente contesta a função das máscaras na diminuição do contágio já havia sido retirado.

A assessoria do YouTube explicou que, caso Bolsonaro infrinja novamente as regras, não poderá publicar conteúdos por 14 dias. Se, ainda assim, isso se repetir dentro de 90 dias, o canal será removido permanentemente.

A transmissão daquele dia também foi retirada pelo Facebook e Instagram, que justificaram que o vídeo atentava contra as diretrizes. O vídeo desta semana ainda está disponível nos dois sites.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.