“Expectativa é de que a prisão seja indeferida”, diz advogado de Padre Robson

Advogado, que despachou no STJ, aguarda decisão e já tem um plano secundário caso não consiga reverter o pedido da PF

Pedro Hara -

Pedida pela Polícia Federal (PF) na última quinta-feira (18), a prisão do padre Robson de Oliveira está nas mãos do ministro Benedito de Oliveira do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A defesa do religioso despachou com a assessoria do magistrado na tarde desta segunda-feira (22). Ao Portal 6, Cleber Lopes de Oliveira, advogado que representa Robson, tratou o encontro como algo natural da profissão.

“Faz parte do trabalho do trabalho do advogado essa audiência com juiz, ministro, desembargador. O advogado ordinariamente despacha nos processos com os julgadores, isso não é nada de extraordinário, é algo normal do dia-a-dia”, disse. 

PublicidadePublicidade

De acordo com o profissional agora a decisão está nas mãos do ministro, entretanto, a expectativa é de que o pedido de prisão seja indeferido.

“Normalmente quem vai julgar faz alguma pergunta, esclarecimento e depois ele vai decidir. Nós fizemos nosso papel, despachamos a petição e agora o ministro vai decidir de acordo com a convicção. A expectativa é de que a prisão seja indeferida, nós entendemos que não há razão nenhuma para essa prisão”, explicou. 

Entretanto, caso a decisão não atenda a expectativa inicia, a defesa já tem um plano secundário para evitar o encarceramento do padre.

“Agora é esperar a decisão do ministro que nós esperamos que seja negando a prisão e numa eventual deferimento a defesa faria um habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF)”, detalhou. 

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.