Os três maiores destinos turísticos de Goiás cancelaram réveillon 2022

Prefeituras alegam nova cepa muda cenário epidemiológico e que momento é de cautela

Karina Ribeiro -
Número de testes positivos aumentaram nos últimos dias. (Foto: Reprodução)

Menos de três dias após a confirmação dos primeiros casos da variante sul-africana Ômicron  em São Paulo (SP), os municípios turísticos carros-chefes de Goiás – Caldas Novas, Pirenópolis e Alto Paraíso de Goiás –  abortaram a missão das festas de réveillon 2022. Em comum, as incertezas sobre a capacidade transmissiva da nova cepa e a necessidade de medidas sanitárias cautelosas.

A Prefeitura de Caldas Novas chegou a anunciar apresentações musicais e culturais durante as festividades de Natal e Réveillon. Nesta quarta-feira (30) suspendeu todas as atividades previstas, incluindo a tradicional queima de fogos de artifício.

Dias antes, Pirenópolis e Alto Paraíso, duas cidades icônicas quando o assunto é festa popular, também desistiram de correr o risco diante da nova variante – que desperta desconfiança em todo o mundo por conta da possibilidade dela ‘fugir’ da atuação das vacinas. Ambas fizeram o anúncio no último dia 29.

A tendência é de que os três municípios aceitem as reuniões familiares, mas com reforço da necessidade de medidas sanitárias como álcool gel e máscaras.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.