Briga entre deputados “machões” da Alego repercute na imprensa e diverte a internet

Tudo começou por causa de um outro parlamentar, que causou revolta na Casa por causa de vídeo sobre ICMS

Karina Ribeiro -
À esquerda, deputado Major Araújo (PSL) e à direita, Amauri Ribeiro (Patriota)

De um lado, o deputado estadual Amauri Ribeiro (Patriota). Do outro, o Major Araújo (PSL). Conhecidos por terem personalidades fortes e estilos e posturas semelhantes, os dois se estranharam na sessão da Assembleia Legislativa do Estado; de Goiás (Alego) na quarta-feira (08).

A discussão começou após o deputado Humberto Teófilo (sem partido), divulgar um vídeo nas redes sociais com a imagem de cada parlamentar que votou a favor a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que alterou a distribuição do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS) no estado.

A reação dos deputados foi imediata, mas ficou mais ‘empolgante’ quando o Major Araújo foi defender o colega sem partido.

Nesse momento, Amauri Ribeiro disse que Araújo estaria falando inverdades.

“Você falou as merdas que queria, agora me escuta que estou falando na tribuna. A palavra é minha!”, falou para o pesselista. Este, por sua vez, chamou Amauri de ‘boneca’.

Barril de pólvora para as redes sociais, muitos internautas não ficaram para trás e recorram ao humor para comentar a briga.

“Bando de gente sem vergonha. Tudo cara de cavalo”, disse um deles no Instagram.

Na mesma rede social, outro perfil comparou a situação a um show de espetáculos.

‘Essa Alego goiana é um circo armado! Tomara  que a população goiana repense seus conceitos na hora de escolher seus representantes. Pois com o circo armado, somos nós os eleitores palhaços’.

Também chamou atenção o que fez piada e comparou lembrou de um conhecido trecho de música para caçoar dos deputados:‘Sou uma Barbie girl’

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.