Jovem de Anápolis vai receber indenização da 99 após apanhar de motorista por ser gay

Suspeito e outro envolvido ainda estão sendo investigados pela Polícia Civil

Caio Henrique -
Agressão começou depois do motorista perceber a orientação sexual do rapaz. (Foto: Reprodução)

O 2º Juizado Especial Cível decidiu em favor do jovem de Anápolis que sofreu um ataque homofóbico durante uma corrida do aplicativo da 99.

Agora, a empresa terá de pagar um valor de R$ 10 mil referente a danos morais. O caso aconteceu no dia 03 de abril e, desde então, vem tramitando na Justiça.

Na ocasião, o rapaz requisitou a viagem durante a madrugada. Porém, assim que o motorista o viu e percebeu a orientação sexual dele, teria se recusado a continuar o percurso e o expulsado do carro.

Não satisfeito, o condutor ainda teria descido do veículo e iniciado uma agressão com socos e chutes na região do rosto e barriga, que só foi finalizada depois que colegas da vítima apareceram para ajudar.

Contrariado, o jovem decidiu levar o caso para as autoridades, e foi aí que a situação ganhou novos desdobramentos, já que a foto do motorista havia sido alterada para a de uma pessoa completamente diferente.

Nem mesmo o sistema de reconhecimento facial da 99 foi capaz de impedir a fraude, já que o suspeito estava dirigindo pela conta de outra pessoa.

Pela falta de identificação direta, a empresa se tornou o único canal capaz de sustentar a reparação do jovem.

Resultado

Em entrevista ao Portal 6, Gustavo Henrique Nascimento, o advogado da vítima, comemorou o desfecho da decisão judicial e o que ela representa para as minorias que são, constantemente, alvo de ataques similares.

“O resultado é uma conquista enorme e traz consigo um grande aviso para que atrocidades contra a comunidade LGBT, como esta que ocorreu, não aconteçam novamente”.

O profissional também ponderou sobre as questões futuras que circundam o processo e o que ainda pode acontecer.

“Existe ainda prazo para a empresa recorrer. Por outro, recorrer de tamanha barbaridade apenas demonstra o quanto a empresa se importa com seus usuários”, pontuou.

À reportagem, ele também informou que o motorista já foi identificado pela polícia. Tanto ele quanto o verdadeiro dono da conta também está sendo investigado.

Outro lado

O Portal 6 contactou a 99 para conseguir um posicionamento acerca do caso e aguarda resposta.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.