17 cãezinhos ficam sem lar em Anápolis após idoso acamado que dava abrigo para eles ser internado

SOS Animais, que fez o resgate, encontrou os animais famintos e sozinhos. ONG precisa de ajuda para cuidar e encontrar uma nova casa para eles

Augusto Araújo -
ONG resgata 17 cães em situação precária em Anápolis. (Foto: Arquivo Pessoal/Seliane Santos).

A Organização Não-Governamental (ONG) SOS Animais Anápolis está fazendo um pedido de ajuda após resgatar 17 cachorros no município.

Ao Portal 6, Seliane dos Santos, fundadora da entidade, explica que recebeu uma informação de que os animais estavam vivendo na casa de um senhor de idade, que vive acamado e sem condições de cuidar deles.

“[No dia 27] eu fui na casa dele com as meninas do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), conversamos e eu falei que estava procurando um local para levar os filhotes e poderia até castrar as mães.”

Contudo, ao voltar na residência neste sábado (29), o senhor não estava no local. Como ele havia ensinado a abrir o portão, a equipe adentrou o local e se deparou com os animais famintos e sozinhos.

Dois dos cãezinhos, infelizmente, foram encontrados já sem vida. “Não teve jeito, eu tive que resgatar os filhotes e as mães deles. A situação lá estava deprimente, horrível”, afirmou.

Seliane conseguiu encontrar uma casa para manter os animais enquanto procura novos donos para cuidar deles, mas que precisa de ajuda para pagar até terça-feira (1º de fevereiro) o aluguel de R$ 500.

Além disso a ONG terá de arcar financeiramente com os cuidados dos filhotes até encontrarem um novo lar para eles.

Sobre as mães, Seliane afirmou que elas ainda serão tratadas e castradas, devendo ficar com as próprias gestoras da entidade. “É mais difícil de adotar cães adultos”, explicou.

Para ajudar financeiramente ou adotar os animaizinhos, entre em contato com a SOS Animais pelo número (62) 99297-7804.

Em tempo

A respeito do senhor que estava com os animais, Seliane foi informada por vizinhos que ele “provavelmente foi internado”, devido ao estado de saúde debilitado.

Posteriormente, essa informação foi confirmada a ela pela secretária municipal de  Integração Social, Esporte e Cultura, Andrea Lins. “Estamos rezando para que a saúde dele seja restabelecida o quanto antes”, complementou.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.