Transporte coletivo na Grande Goiânia pode adotar tarifa de R$ 2,15 para curtas distâncias

Proposta deve ser debatida pelo Governo de Goiás em reunião composta por representantes da capital, Aparecida, Senador Canedo e Trindade

Augusto Araújo -
Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC) regulamenta frota de ônibus na capital. (Foto: Divulgação)

Uma das propostas que a Câmara Deliberativa de Transportes Coletivos (CDTC) deve discutir na reunião desta sexta-feira (25) é a possibilidade da cobrança diferente para viagens de curta distância.

Para viagens abaixo de 05 quilômetros, a sugestão é de que haja a adoção de tarifa de R$ 2,15.

Formada por representantes do Estado de Goiás, e das prefeituras de Goiânia, Aparecida e Senador Canedo, a CDTC busca deliberar sobre as regulamentações do novo sistema de transporte coletivo para a Região Metropolitana da capital.

A comissão deve ponderar sobre pautas como os requisitos para a frota em operação, condições para investimento em infraestrutura, a política tarifária e o preço das passagens que deve ser cobrado dos usuários.

No entanto, segundo Adriano da Rocha Lima, secretário-geral de Governadoria em Goiás e presidente da CDTC, o estabelecimento das tarifas públicas e de remuneração a ser paga às concessionárias deve ocorrer apenas em abril.

Isto porque será necessário fazer um cálculo para estabelecer o valor que será gasto pelo poder público para subsidiar o sistema de transporte metropolitano.

Definido pela Lei Complementar 169, de dezembro de 2021, a divisão de custos ficou em 41,2% para Estado de Goiás e Goiânia, 9,4% para Aparecida e 8,2% para Senador Canedo.

A estimativa para o investimento gira entre R$30 milhões e R$60 milhões mensais, o que deve ser utilizado para manter o valor da passagem em R$ 4,30 para os usuários.

Ao O Popular, o presidente da CDTC disse que há a possibilidade de se debater novos produtos para a rede de ônibus, como a tarifa de curta distância, que cobraria R$2,15 para viagens com menos de 5 km de distância.

“Vamos ter uma série de produtos tarifários, como bilhete mensal, bilhete família, bilhete único. Alguns já poderão entrar em funcionamento agora e outros precisarão de mais tempo. Espero que a CDTC já consiga deliberar sobre os assuntos agora”, complementou.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.