Gerente de unidade de saúde em Anápolis é preso após denúncias de crimes sexuais

Profissional, que chegou a mandar nude para prestadora de serviço, já tinha passagem por estupro em Mato Grosso do Sul

Rafaella Soares -
Ramão Teixeira Gauto foi preso e levado à DEAM. (Foto: Portal 6)

Servidores e populares que chegaram pela manhã na Unidade Básica de Saúde São José foram supreendidos com a presença de viaturas policiais e da delegada Isabella Joy, titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM).

E toda a movimentação foi rápida, já que, em pouco tempo, o gerente responsável pelo posto, Ramão Teixeira Gauto, de 50 anos, foi escoltado pelos agentes até à viatura.

O Portal 6 apurou que o homem precisou ser detido depois que duas mulheres procuraram a especializada para denunciar crimes de cunho sexual.

Uma das vítimas alega que ele fazia perguntas indiscretas, chegou a mandar fotos das partes íntimas e ainda tentou agarrá-la e passou a mão nela.

Já a outra vítima garante que chegou a ser estuprada pelo gerente e viveu vários momentos de abusos porque sempre era perseguida por ele.

Ambos os casos teriam ocorrido dentro da própria unidade de saúde e a Polícia Civil trabalha com a possibilidade de que existem outras possíveis vítimas na cidade.

Mas esses não seriam os primeiros escandalos envolvendo Ramão. Isso porque ele já tem uma passagem por estupro, do ano de 2015, no Mato Grosso do Sul, estado de origem dele.

Procurada, a delegada Isabella Joy disse ao Portal 6 que está realizando todos os procedimentos da prisão e, em breve, dará entrevista sobre o caso.

A reportagem também procurou a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) para comentar o episódio e aguarda um retorno.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.