Ramão Teixeira tinha tática cruel para abusar de vítimas dentro da UBS São José, diz delegada

Ele era gerente da unidade e, após prisão, novas vítimas já procuraram a delegacia para denunciá-lo

Isabella Valverde -
Ramão Teixeira Gauto foi preso e responderá por dois estupros e dois crimes de importunação sexual (Foto: Polícia Civil)

Ex gerente da Unidade Básica de Saúde São José, Ramão Teixeira Gauto, de 50 anos, utilizava uma mesma tática para amedrontar as vítimas: se aproveitava de ocupar um posto de chefia para cometer crimes sexuais.

Ao Portal 6, a delegada responsável pelo caso, Isabella Joy, contou que os relatos das vítimas também são muito parecidos.

Em todos, o suspeito levava as mulheres para um local específico e ameaçava tirar o emprego ou acusá-las de algum furto para então partir para os abusos.

“Então as vítimas, por precisarem do emprego, acabavam que se submetiam mediante ameaças a esses crimes”, completou.

Durante o interrogatório, conforme a investigadora, Ramão confessou ter tido relações com as funcionárias dentro da UBS, mas afirmou que não cometeu nenhum crime, pois todas teriam sido consensuais.

O ex servidor já foi encaminhado ao Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, cadeia pública Anápolis, e responderá, inicialmente, por dois estupros e por dois crimes de importunação sexual.

A Polícia Civil acredita que ainda devem existir outras vítimas do homem. Por isso, a orientação é que busquem a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) para que Ramão seja devidamente responsabilizado.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.