Goiás pode passar a ter farmácias solidárias para ajudar as pessoas carentes que precisam de remédios

Com a iniciativa, que já existe em várias partes do país, estabelecimentos ficam autorizados a doarem medicamentos dentro da validade

Augusto Sobrinho -
O programa “Farmácia Para Todos” está sendo analisado pela Assembleia Legislativa de Goiás (Alego). (Foto: Divulgação/Prefeitura de Jundiaí)

A população goiana de baixa renda poderá receber doações de remédios através do programa “Farmácia Para Todos”, que está sendo analisado na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego).

O projeto quer criar uma rede de distribuição gratuita de medicamentos dentro da validade com a participação de drogarias, distribuidoras, indústrias farmacêuticas, clínicas médicas e médicos.

A autora da proposta, a deputada Delegada Adriana Accorsi (PT), afirma que o objetivo principal do programa é levar até a população carente do estado de Goiás condições mínimas de saúde.

“O intuito é que essas pessoas possam, por meio do recebimento de medicamentos gratuitos, realizar o tratamento solicitado após atendimento médico”, esclarece a parlamentar, na justificativa da matéria.

Além disso, ela destaca que “a ideia não é nova”, pois diversos estados e municípios brasileiros já possuem programas semelhantes a esse devido a relevância e importância social deles.

A matéria está sendo analisada pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) e se aceita, ainda passara pelas duas votações em Plenário antes de ser encaminhada para sanção ou veto do governador Ronaldo Caiado (União Brasil).

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.