Coronel aposentado se apresenta na delegacia após matar engenheiro na porta de casa

Ele estava acompanhado de advogado e, antes, também esteve na Corregedoria da PM

Pedro Hara -
Engenheiro foi morto na porta da casa onde vivia, em Aparecida de Goiânia. (Foto: Reprodução/Facebook)

Suspeito de matar o engenheiro Erceli Miguei Pinto, de 50 anos, no sábado (16), em Aparecida de Goiânia, um coronel aposentado da Polícia Militar (PM) prestou depoimento na manhã desta segunda-feira (18).

Ele foi ouvido pela Polícia Civil (PC) e, segundo o Grupo de Investigação de Homicídios (GIH), estava acompanhado de um advogado.

Antes de aparecer na delegacia para o depoimento, porém, o homem também confessou o crime para a Corregedoria da PM.

O crime ocorreu no sábado (16), na Vila Brasília, em Aparecida de Goiânia. O engenheiro foi baleado na porta da casa onde vivia.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) chegou a ser acionado no local, mas pôde apenas constatar o óbito da vítima.

A hipótese inicial era de que a motivação do crime poderia ser ligada a dívida com um agiota, que estaria ameaçando a vítima.

Entretanto, a possibilidade foi descartada após testemunhas apontarem que o coronel e o engenheiro tiveram uma discussão pontual anteriormente.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade