Multa para proprietários de imóveis com criadouros do mosquito da dengue em Goiânia pode chegar a até R$ 26 mil

Capital lidera número de casos no Brasil e prefeitura lançou força tarefa para frear o avanço da doença

Pedro Hara -
Agentes terão o apoio da GCM e de outros órgãos para entrar nos imóveis. (Foto: SMS)

O aumento no número de casos de dengue em Goiânia está preocupando a prefeitura, que lançará uma força-tarefa para conter o avanço do Aedes aegypti na capital.

De acordo com o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, a capital lidera o ranking de números de casos no Brasil. Ao todo são 27.006.

Diante deste cenário, a partir desta segunda-feira (25), os moradores que tiverem em casa criadouros do mosquito da dengue, vão sentir no bolso o peso da irresponsabilidade.

Responsáveis pela fiscalização diária, os Agentes Comunitários de Endemias (ACE), terão o apoio da Guarda Civil Metropolitana (GCM), Vigilância Sanitária, dentre outros órgãos para realizar a inspeção.

A primeira região a ser visitada pela força-tarefa será a Sudoeste, que possui o maior índice de contaminação na capital. Na localidade, a cada 100 imóveis, 03 possuem focos da doença.

Caso sejam encontrados criadouros, os proprietários receberão multas pesadas. As penalidades variam entre R$ 2,6 mil e R$ 26 mil.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.