Sonho de casamento se transforma em pesadelo após noivo fazer pedido injusto e egoísta

Mulher ficou em choque e decidiu compartilhar a história para ouvir opiniões antes de tomar qualquer decisão

Gabriella Licia -
Tatuagem registrada no corpo da moça começou a se tornar um problema na relação. (Foto: Reprodução)

Uma mulher decidiu recorrer ao Reddit, de forma anônima, para compartilhar a experiência tóxica que vivenciou após ficar noiva: um pedido extremamente injusto e egoísta.

De acordo com a usuária da plataforma, ela havia ficado viúva há alguns anos depois do antigo marido sofrer um acidente, juntamente do filho da moça. Ambos não resistiram.

Após enfrentar a dolorosa fase da perda, a enlutada se recuperou e decidiu fazer uma homenagem aos dois entes: uma tatuagem simbólica com os nomes e um coração.

Acontece que, depois de três anos, a mulher conheceu o atual parceiro e compartilhou com ele sobre o passado. A príncipio, o rapaz teria sido acolhedor.

No entanto, quando decidiu a pedir em casamento, anunciou que seria melhor que a pretendente retirasse a tatuagem do corpo, pois isso afetava a ‘segurança’ dele e causava desconforto. A atitude deixou a moça completamente em choque.

“Ele disse que estamos quase nos casando e que eu tenho que seguir em frente. Eu disse a ele que já fiz isso e ele afirma que é difícil fazer isso enquanto eu ainda tenho o nome deles tatuado em meu peito e que isso o incomoda toda vez que temos algum tipo de intimidade”, contou.

“Contei para minha mãe e ela disse que também consegue entender o lado dele”, ponderou a mulher que agora segue em dúvida sobre o que fazer com a homenagem.

Já os usuários do Reddit ficaram revoltados com a postura do atual noivo, condenado a ação tóxica e com traços altos de fragilidade emotiva.

“É preciso ser extremamente inseguro para se sentir ameaçado pelo falecido marido e filho de alguém! Ele precisa amar e aceitar tudo o que você é e não esconder as partes que prefere não ver”, comentou uma pessoa.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade