6 símbolos que você vê com frequência e não sabe o verdadeiro significado

Essas figuras estão em todos os lugares e são as mais democráticas formas de comunicação

Anna Júlia Steckelberg -
6 símbolos que você vê com frequência e não sabe o verdadeiro significado
Esse símbolo é conhecido mundialmente. (Foto: Reprodução)

Dentro da natureza, todos os seres vivos possuem formas de se comunicarem. Seja por um rosnado, fala, barulho, gesto ou símbolos.

E por falar neles, diariamente vemos símbolos em todos os cantos que olhamos. Eles são uma das formas mais democráticas de levar informação para as pessoas.

Estamos tão habituados com eles que alguma vez já se passou na sua cabeça como viveríamos sem essas figuras? Ou melhor: de onde é que elas surgiram?

Vem com a gente que hoje vamos esclarecer muita coisa sobre alguns símbolos!

6 símbolos que você vê com frequência e não sabe o verdadeiro significado:

1. Coração

6 símbolos que você vê com frequência e não sabe o verdadeiro significado

No WhatsApp existem vários emojis de coração. (Foto: Reprodução)

Ao menos alguma vez na vida inteira você já desenhou ou enviou um coração para alguém.

Independente da ocasião do uso, esse símbolo não tem absolutamente nada a ver com o órgão, então por que usamos isso?

A verdade é que não se sabe ao certo de onde saiu essa figura. No entanto, uma das teorias mais sustentadas é que o coração, como desenhamos hoje, se popularizou graças ao formato de uma extinta planta africana, chamada sílfio.

Naquela época, as mulheres usavam-a como método contraceptivo e ela chegou a ser estampada nas moedas de algumas cidades.

Bom, tudo isso pode ser o responsável pela ligação do símbolo ao amor e ao sexo.

2. Seta

6 símbolos que você vê com frequência e não sabe o verdadeiro significado

A seta indica a direção. (Foto: Reprodução)

Francamente, quantas setas você já viu só hoje?

A seta como vemos hoje em dia nas ruas, GPS, computadores e muito mais, se popularizou no século 20.

Anterior a isso, ela era usada apenas em mapas e indicadores de fluxos de rios. E ainda tem mais, seu maior ancestral está na palma de nossas mãos: o dedo indicador.

Na Grécia Antiga, os gregos utilizavam pegadas e desenhos de dedos para indicar a direção.

3. Símbolo de adição e subtração

Esses símbolos são usados na matemática. (Foto: Reprodução)

Os símbolos de “+” e de “-” que aprendemos na escola quando ainda pequenos começaram a ser usados depois do ano de 1400.

O primeiro registro que tem-se do símbolo de adição foi por meio do astrônomo Nicole d’Oresme, no século XIV.

Anteriormente, o símbolo seria equivalente à palavra et, do latim, que significa “e” em português.

Enquanto isso, o de subtração nasceu com os comerciantes fazendo um traço quando a mercadoria era descarregada de navios.

4. Saída

A placa de saída é importante em locais públicos. (Foto: Reprodução)

Mundialmente conhecido, o símbolo de saída é representado por um homem correndo por uma porta, na cor verde, que é associada à segurança.

E de onde nasceu essa necessidade de sinalizar a saída?

Em 1911, aconteceu um grande incêndio na fábrica Triangle Shirtwaist, que matou 146 pessoas no barracão da companhia em Manhattan.

Foi após isso que viu-se a necessidade de sinalizar e avisar as pessoas sobre locais seguros para os casos de emergência.

5. Radiação

Esse símbolo é conhecido mundialmente. (Foto: Reprodução)

Acredite, atrás do símbolo da radiação há uma explicação científica.

E foi nos Estados Unidos que estudantes da Universidade da Califórnia criaram a figura de alerta.

A imagem representa um átomo, no qual o círculo central é a fonte de radiação, e as lâminas representam os raios alpha, beta e gama.

Todavia, há uma hipótese que essa figura tenha sido inspirada em um antigo símbolo utilizado no porto seco de Berkeley, na Califórnia, que buscava alertar para hélices giratórias.

6. Placa de Pare

A placa de pare está em todas esquinas. (Foto: Reprodução)

Por último, temos essa placa de trânsito simplesmente usada no mundo todo!

A primeira versão da sinalização de “pare” surgiu em 1915, também nos Estados Unidos.

Naquela época, viu-se a necessidade dessa sinalização por conta do caos no tráfego que os primeiros automóveis causaram no país.

Imagina só: Eram cavalos, bicicletas, carroças e pessoas. A rua era uma completa desordem!

Siga o Portal 6 no Instagram: @portal6noticias e fique por dentro de todas as novidades!

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade