Homem tenta aplicar golpe usando o nome da APAE em Anápolis e entra na mira da polícia

Com cartaz e tudo, suspeito tentou enganar a população pedindo dinheiro nas ruas da cidade

Lucas Tavares -
Homem não identificado tem atitude suspeita, na Vila Santa Maria de Nazareth, região central de Anápolis. (Foto: Reprodução)

A atitude de um homem ainda não identificado causou estranheza em alguns moradores da Vila Santa Maria de Nazareth, região central de Anápolis, nos últimos dias.

É que enquanto pedia dinheiro em diversos pontos da cidade, se valendo da foto de uma criança, ele afirmava que ela era interna na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE).

A associação, porém, não tem internos e tampouco cobra pelos serviços que oferece às pessoas especiais e às famílias delas.

“Deu a entender que a criança dele estaria sob a guarda da APAE e que precisaria arcar com exames. Nunca tivemos internos”, disse o presidente da APAE Anápolis, Vander Lúcio Barbosa, ao Portal 6.

Além disso, a entidade é conveniada com o Sistema Único de Saúde (SUS) e, segundo o responsável pela organização social, dá toda assistência necessária para as famílias atendidas.

“Nossos assistidos são os 600 alunos da escola. A gente acha por bem cuidar da família também. Se o nosso aluno excepcional não tiver comida, harmonia”, explicou.

Sobre as doações, a instituição tem uma política própria para recebê-las, via Central Solidária, onde o contato pode ser feito por telefone.

“Não é a primeira vez que acontece. Sempre tem alguém pedindo donativos, falando que faz tratamento, precisa de dinheiro. A APAE não faz e nunca fez essa cobrança”, afirmou o presidente.

Cartaz utilizado na ação. (Foto: Reprodução)

Quem suspeitar de casos parecidos pode ligar ou enviar uma mensagem no WhatsApp (62) 3098-2525. O contato também serve para colaborações.

A instituição acionou a Polícia Civil para investigar o caso, mas foi orientada pelos agentes a procurar a Polícia Militar, que pode abordar o homem e prendê-lo em caso de reincidência.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.