Prefeitura de Goiânia confirma mais dois casos de varíola dos macacos

Pacientes são dois homens, de 26 e 41 anos. Outros três casos suspeitos estão sendo investigados

Karina Ribeiro -
Em Goiás, tempo entre o exame e divulgação do resultado é de 5 a 7 dias. (Foto: Berkay Ataseven/Shutterstock)

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia informou nesta quarta-feira (13)  dois casos de Monkeypox (varíola dos macacos) em pessoas residentes na capital. Os pacientes são dois homens, de 26 anos e 41 anos. Outros três suspeitos estão sob investigação.

Vale ressaltar que apenas um deles tem histórico de viagem para São Paulo (SP), onde já há circulação comunitária do vírus.

Conforme a pasta, o material para exames foi coletado nos dois homens por técnicos da Vigilância em Saúde da SMS no dia 05 de julho e encaminhado para o Laboratório Estadual de Saúde Pública (Lacen-GO).

Entretanto, os dois pacientes já tinham recebido atendimento em um hospital particular, foram orientados a manter isolamento domiciliar, e passaram a ser monitorados diariamente pela pasta.

Descartados

Até o momento, a SMS já descartou três casos suspeitos de Monkeypox, dentre eles uma mulher que apresentou sinais e sintomas da doença, e estava sendo monitorada. Ficou constatado que ela contraiu Parvovírus durante viagem a uma fazenda. Outras duas pessoas que vivem na mesma casa não desenvolveram a doença.

Forma de transmissão

A transmissão ocorre por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados. Por enquanto, ainda não se pode falar em transmissão comunitária no Município de Goiânia.

 

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.