Hemocentro está com baixo estoque de sangue e pede ajuda da população goiana

Período coincide com o de férias escolares e interessados devem preencher alguns pré-requisitos

Gabriella Pinheiro -
Doação. (Foto: Divulgação/SES).

A Rede Estadual de Hemocentros de Goiás (Rede Hemo) está com uma baixa de 20% no estoque de bolsas de sangue e necessita do apoio da população. Para se ter uma ideia, o índice ideal para atender as 222 unidades de saúde espalhadas pelo estado é de 2 mil por dia – número esse que atualmente gira em torno de 400.

Um dos possíveis motivos para a diminuição das doações são o período das férias escolares em que muitas pessoas aproveitam o tempo para a viajar, mas podem aumentar a necessidade de bolsas de sangue devido ao maior índice de acidentes durante a época.

Segundo o órgão, os principais tipos sanguíneos em falta no momento são os de fator negativo, sendo esses A -, B-, O-, AB-.

Para fazer alguma doação, basta procurar uma das unidades do Hemocentro localizadas na cidades de Goiânia, Rio Verde, Jataí, Catalão, Ceres, Iporá, Quirinópolis, Formosa e Porangatu.

O agendamento pode ser feito por meio do site agenda.hemocentro.org.br ou pelo telefone 0800 642 0457.

Os interessados devem preencher alguns requisitos como: ter entre 16 e 69 anos, pesar no mínimo 50 kg, estar descansado e alimentado e apresentar documento com foto emitido por órgão oficial.

Vale lembrar que pessoas com sintomas de Covid-19 devem aguardar dez dias para realizar a doação. Já os diagnosticados que não apresentam sintomas, estão aptos para a prática após dez dias depois da data em que o exame foi coletado.

Para os recém tatuados, as doações de sangue podem ser feitas 12 meses após o procedimento.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.