Sonho de Gustavo Mendanha é Bolsonaro reconhecer dificuldades de Vitor Hugo em Goiás

Ex-prefeito de Aparecida abocanha pelo menos parte do eleitorado bolsonarista (seja o fiel ou arrependido, que continua pensando em estabelecer no país a pauta conservadora)

Yago Sales -
Bolsonaro e o deputado federal Vitor Hugo durante motociata em Goiânia. (Foto: Alan Santos/PR)

Na semana que vem o presidente Jair Bolsonaro desembarca em Goiânia para mais uma “carimbada de apoio” ao projeto solitário de um de seus soldados mais fiéis: o deputado federal Vitor Hugo. 

Sem crescimento significativo nas pesquisas eleitorais, sem avanço em alianças, sem criar expectativa nem mesmo em seu entorno, Vitor Hugo não tira o pé da ideia de suceder Ronaldo Caiado (UB). 

Antes dele, no entanto, existem o até agora bem-sucedido no imaginário eleitoral, Gustavo Mendanha (Patriota) e, em definitivo, Marconi Perillo (PSDB). 

O ex-prefeito de Aparecida abocanha pelo menos parte do eleitorado bolsonarista (seja o fiel ou arrependido, que continua pensando em estabelecer no país a pauta conservadora). 

Mendanha, como se sabe, tem ao seu lado outra bolsonarista que age convenientemente diante do fiasco do colega de partido, Vitor Hugo. Trata-se da deputada federal Magda Mofatto que, para não contrariar Bolsonaro, deixou a decisão da legenda para lá, mas não “deslarga” de Mendanha. 

Com isso, garante, pelo menos no 2° turno, o apoio de Bolsonaro que premeia Vitor Hugo e sua, pelo menos, insaciável vontade de concorrer ao cargo de governador de Goiás. 

Enquanto isso, repito, Mendanha aguarda e se agarra ao sonho de aparecer ao lado do presidente. 

ÚLTIMO DIA

Em reunião, o MDB de Daniel Vilela escolheu a data e local da convenção da legenda: vai ser no CEL da OAB de Goiânia, no dia 05 de agosto, a partir das 09h. O prazo dos encontros para bater o martelo para definir candidaturas vai entre os dias 20 de julho e 05 de agosto.

CLIMA DE JÁ GANHOU

O entorno do governador Ronaldo Caiado (UB) não se falou em outra coisa a não ser da disparada do mandatário da pesquisa feita pelo Instituto Direct.

O clima de” já ganhou”, não compartilhado por Caiado – que entende bem de jogo eleitoral – não baixa a guarda e pode provocar mudança na condução das estratégias de ataques e, em breve, contra-ataques.

FÔLEGO À DIREITA

Pelo menos em Estados estratégicos, parece que o Partido dos Trabalhadores (PT) não está conseguindo emplacar nomes ao Senado que coloquem à margem pré-candidatos da oposição.  Em Goiás, Marconi Perillo (PSDB) liderava a corrida, embora agora seja pré-candidato ao Governo de Goiás. 

Em Minas Gerais, o também tucano Aécio Neves lidera. Ao mesmo tempo, no Rio de Janeiro,  o ex-jogador Romário (PL) e Onyx Lorenzoni (PL) no Rio Grande do Sul – ex-ministro da extrema confiança de Jair Bolsonaro que, na verdade, está de olho no governo gaúcho e tem como principal adversário o tucano Eduardo Leite. 

Com isso, a maior preocupação do lulopetismo gira em torno da falta de oxigenação no Congresso, enquanto Lula pode voltar ao Planalto.

TRE SE REÚNE COM POLÍCIAS

Sem dar atenção aos absurdos ditos sobre as urnas eletrônicas, mas seguindo os ritos legais, o Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO) reuniu nesta quinta-feira (21) representantes de segurança das esferas federal e estadual para pensar e determinar a atuação nas eleições.

Como deve ser, o presidente do Tribunal, desembargador Itaney Francisco Campos, disse, ao abrir a reunião: “As forças da segurança pública e do TRE-GO devem estar unidas para que consigamos manter a tranquilidade pública justamente para que a vontade do eleitor se manifeste de forma livre, sem as injunções e as pressões que viciam, distorcem e restringem a sua liberdade”.

NOTA DEZ

Para o presidente do Sindicato do Comércio Varejista dos Derivados de Petróleo no Estado de Goiás (Sindiposto-GO), Márcio Andrade que, em meio à enxurrada de demandas diante de mudanças em tarifas, está sempre disposto a esclarecer a população. Antes, entidades evitavam o assunto-tabu – quem sabe para evitar desgastes com o governo. 

NOTA ZERO

Para cada um dos goianos que se utilizam da liberdade de expressão para cometer homofobia – que é crime – em comentários em matérias que tragam qualquer assunto sobre o público LGBTQIAPN+. Afinal, estamos no século XXI e, o que mais assusta, são jovens seduzidos pela insensibilidade e intolerância (para não dizer outra coisa).

Para ler todas as notas, clique aquiSiga a Rápidas no Twitter e fique por dentro de todas as novidades!

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade