Incêndio florestal força retirada de milhares de pessoas na Califórnia

Mais de 2.000 bombeiros combatem às chamas, e 17 helicópteros são usados na operação

Folhapress -
Incêndio florestal força retirada de milhares de pessoas na Califórnia (Foto: Reprodução/ Twitter)

Em meio a uma onda de calor extremo, um incêndio florestal de grandes proporções destruiu casas e forçou a retirada de milhares de pessoas na região do Parque Yosemite, na Califórnia, nos Estados Unidos. As chamas não tinham sido controladas até a noite deste domingo (24).

O incêndio, considerado um dos maiores do ano nos EUA, começou na sexta-feira (22) e se espalhou rapidamente, destruindo ao menos 6.300 hectares. Mais de 2.000 bombeiros combatem às chamas, e 17 helicópteros são usados na operação, segundo o Serviço de Proteção Florestal da Califórnia.

Autoridades afirmam que o fogo avança sem controle porque o calor e a baixa umidade dificultam os trabalhos dos bombeiros. O incêndio, descrito como “explosivo”, deixou casas e veículos destruídos e forçou a retirada de ao menos 6.000 pessoas da região.

Os bombeiros tiveram maior êxito ao conter o fogo no lado oeste do incêndio, mas as chamas avançam a leste em direção à região de Mariposa Pines, disse Justin Macomb, chefe do Serviço de Proteção Florestal da Califórnia. “O fogo nos flanqueou rapidamente. Não conseguimos nem atacá-lo com os recursos que tínhamos em mãos”, afirmou. “Na minha carreira, eu não vi um comportamento de fogo como esse.”

O governador do estado, Gavin Newsom, declarou estado de emergência no condado de Mariposa devido a “condições extremamente perigosas para a segurança de pessoas e propriedades”.

O Parque Nacional de Yosemite, a cerca de uma hora de carro do condado de Mariposa, abriga algumas das maiores e mais antigas sequoias do mundo. As árvores foram ameaçadas por outro incêndio florestal no início deste mês, mas os bombeiros conseguiram salvá-las.

Ao mesmo tempo, milhões de americanos enfrentam forte calor. Washington teve neste domingo a temperatura máxima de 37 ºC –no sábado (23), os termômetros marcaram 38ºC. Nova York registrou 36ºC. Temperaturas acima de 37ºC também podem ser atingidas nos próximos dias em partes do leste do Kansas e Oklahoma, segundo o Serviço Nacional de Meteorologia (NWS, na sigla em inglês).

“O calor persistente no centro-sul dos EUA durará mais alguns dias, e uma onda de calor perigosa se acumulará no noroeste do país nesta semana”, anunciou NWS em comunicado.

“A mãe natureza já declarou uma emergência global”, afirmou o ex-vice-presidente Al Gore, ativista contra a crise climática, ao canal americano ABC News. Ele disse ainda que a crise demanda mais ação política. Na semana passada, o presidente dos EUA, Joe Biden, repetiu a promessa de fazer de tudo para combater a emergência climática. O anúncio oficial do presidente, porém, foi de apenas medidas pontuais, não uma declaração de emergência nacional sobre o tema, como se especulava.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.