Goiânia ganha o primeiro time formado por homens trans do Centro-Oeste

Mesmo recente, grupo conta com lista de espera e já pretende participar de campeonato nacional

Gabriella Pinheiro -
Time Trans Goiânia. (Foto: Arquivo Pessoal)

“Isso é um divisor de águas por que dificilmente homens trans conseguiam jogar e participar de algum time por não eram aceitos nem pelos homens e mulheres cis”, diz John Maia, criador do primeiro time de futebol com homens transexuais do Centro-Oeste e superintendente LGBTQIAP + da Secretaria de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas de Goiânia.

Após participar do evento “Taça da Diversidade”, o profissional teve a ideia de implementar algo inédito em Goiânia e que incluísse aqueles que se sentiam deslocados em determinados grupos esportivos. 

“Vim para o município com o pensamento de fazer algo diferente. Foi nesse momento que eu entrei em contato com o Rodrigo, técnico do trans liga, e o convidei para a iniciativa” disse ao Portal 6

Tomada a decisão, John passou a utilizar as redes sociais para incentivar as pessoas a participar da equipe. Já no início, foi surpreendido positivamente. 

De acordo com ele, diversas pessoas passaram a entrar em contato para entrar na equipe e, no dia 07 de julho, o primeiro encontro aconteceu em um complexo de quadras de futebol society.

“Atualmente estamos com 20 pessoas e temos até uma lista de espera para quem quer entrar”, revela.

Mesmo recente, o time já tem planejamento para participar de campeonatos nacionais, como é o caso do “Campeonato Nacional de Homens de Trans”, que ocorre dia 19 e 20 de novembro. 

Para dar prosseguimento nos objetivos, o time necessita de doações de itens como bolas, caneleiras e chuteiras. Para ajudar, basta entrar em contato com a equipe pelo número 99204-7305  ou pela página @transligagyn. 

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.