Partido de Caiado passa a ter maior bancada da Alego ao lado do MDB após decisão do TRE-GO

Deputado emedebista que teria se reelegido perdeu vaga depois de deferimento de candidatura do ex-prefeito de Trindade

Rafael Tomazeti Rafael Tomazeti -
Plenário da Assembleia Legislativa de Goiás. (Foto: Denise Xavier / Alego)

O título de maior bancada da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) agora está dividido entre MDB e União Brasil. A retotalização realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO), na sexta-feira (09), tirou a cadeira de Thiago Albernaz (MDB), e o partido, que tinha sete eleitos para a próxima legislatura, ficará com seis.

O TRE-GO precisou refazer a contagem depois que deferiu os registros de candidatura de George Morais (PDT) e Fred Rodrigues (DC). Eles estavam impugnados, mas recorreram e tiveram decisão favorável. Além de Albernaz, o ex-prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin (Patriota), também perdeu a vaga na Alego.

A mudança também aumenta a pulverização partidária. Até a recontagem, 15 partidos haviam elegido deputados estaduais, agora são 17. A bancada do Patriota caiu de dois para um parlamentar. DC e PDT entraram no cenário, com um cada.

MDB e União Brasil são os partidos do vice-governador eleito, Daniel Vilela, e do governador Ronaldo Caiado, respectivamente. A terceira maior sigla é o PRTB, também da base caiadista.

Cenário pode mudar com cassação de chapa do PL

A configuração da Assembleia pode sofrer nova alteração se a chapa do PL for cassada. A sigla é acusada de descumprir a cota feminina.

Uma ação na Justiça Eleitoral aponta que, depois que duas candidaturas de mulheres foram indeferidas, o partido retirou cinco candidatos homens para cumprir o percentual exigido por lei. O TRE-GO, porém, manteve os nomes que foram retirados. A legenda alega que obedeceu a legislação e tem segurança de que a chapa será mantida.

Veja como fica a composição da Alego após a retotalização:

MDB (6): Charles Bento, Lineu Olimpio, Lucas do Vale, Issy Quinan, Amilton Filho e Lucas Calil

União Brasil (6): Amauri Ribeiro, Bruno Peixoto, Virmondes Cruvinel, Lincoln Tejota, Renato de Castro e Talles Barreto

PRTB (4): Wagner Neto, Júlio Pina, Coronel Adailton e Zeli

PT (3): Antonio Gomide, Mauro Rubem e Bia de Lima

PP (3): Alessandro Moreira, Jamil Calife e Vivian Naves

PL (3): Eduardo Prado, Paulo Cezar Martins e Major Araújo

PSD (2): Wilde Cambão e Cairo Salim

Republicanos (2): Clecio Alves e Quirino

PSDB (2): Gustavo Sebba e Dr. José Machado

Avante (2): Anderson Teodoro e André do Premium

Agir (2): Gugu Nader e Rosangela Rezende

PSB (1): Karlos Cabral

Patriota (1): Veter Martins

PDT (1): George Morais

DC (1): Fred Rodrigues

Solidariedade (1): Cristiano Galindo

PSC* (1): Henrique César

*PSC será incorporado ao Podemos.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.