Mulheres vítimas de violência doméstica poderão ganhar R$ 2 mil para comprar arma em Goiás

Matéria foi aprovada em definitivo pela Alego e vai à sanção do governador Ronaldo Caiado (UB)

Karina Ribeiro Karina Ribeiro -
Entrada da Assembleia Legislativa de Goiás, a Alego. (Foto: Divulgação)

Nesta terça-feira (13), a Assembleia Legislativa do Estado de Goiás aprovou, em segunda votação, Projeto de Lei que prevê benefício de R$ 2 mil para aquisição de arma de fogo por parte de mulheres vítimas de violência doméstica. A matéria é de autoria do Major Araújo (PL) e vai à sanção do governador Ronaldo Caiado.

Apresentado em maio de 2020, o projeto foi aprovado em primeira votação no último dia 08. Para tanto, o documento prevê que o direito é reservado a mulheres com mais de 21 anos e que comprovem morar em Goiás há pelo menos três anos.

Além disso, não deve possuir passagem policial, comprovar ‘rigidez psiquiátrica e psicológica’, e não possuam outro registro de arma de fogo.

Cabe ao estado, ainda, conforme o texto, garantir o preparo para manusear a arma, assim como a habilitação em tiro.

O deputado justifica o projeto pela ‘quantidade de crimes perpetrados contra a mulher, em decorrência da sua condição de desigualdade física, de maior fragilidade feminina’.

 

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.