Goiás é destaque na lista das 100 cidades mais ricas do agronegócio

Um total de 14 municípios foram ranqueados, sendo que dois estão no top 10

Maria Luiza Valeriano Maria Luiza Valeriano -
Plantação de Trigo (Foto: CNA/ Wenderson Araujo/Trilux) Economia

Goiás conquistou 14 lugares na lista dos 100 municípios mais ricos do agronegócio de 2023. O ranking, referente ao ano de 2022, analisou elementos como área colhida, produção e rendimento.

De acordo com o levantamento Produção Agrícola Municipal do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), ao analisar 5.563 municípios brasileiros, Goiás possui quase um quarto da lista, sendo que duas cidades estão no top 10.

São elas Rio Verde, em 4º lugar, e Jataí, em 8º. Localizado no Sul do estado, o município de Rio Verde é responsável por produzir cerca de 1,2 milhão de toneladas de diferentes culturas, como arroz, milho, sorgo, algodão, feijão, girassol e milheto.

Contudo, o destaque vai para a soja, com a cidade sendo a segunda maior produtora do país. Como resultado, Rio Verde arrecadou R$ 7,9 milhões no ano de 2022.

No 8º lugar, Jataí lucrou R$ 6,2 milhões devido à produção de soja, arroz, feijão, girassol, milho, sorgo e trigo.

Cristalina foi a próxima posicionada, no 11º lugar, responsável por arrecadar R$ 5,4 milhões. A cidade é a maior produtora de café do estado e também se destaca na produção de soja, milho, feijão, sorgo e arroz.

Outras cidades goianas que foram contempladas são Mineiros (36º), Montividiu (39º), Paraúna (51º), Chapadão do Céu (52º), Santa Helena de Goiás (73º), Catalão (81º), Goiatuba (83º), Silvânia (90º), Bom Jesus de Goiás (91º), Acreúna (98º) e Quirinópolis (100º). Vale ressaltar que a maior parte das cidades se encontram no Sul goiano.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade