Visto como último ninho do marconismo em Goiás, TCE-GO dobra aposta contra Caiado e Alego

Na Corte de Contas acredita-se que o STF derrubará os ordenamentos recém-aprovados por deputados e sancionados pelo governador

Pedro Hara Pedro Hara -
Entrada da sede TCE-GO, em Goiânia. (Foto: Divulgação)

Deputados estaduais e palacianos do Governo de Goiás já esperavam a dura nota do Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO) em reação às novas leis de controle externo na Corte.

O documento deixa explícito a intenção de judicializar os textos aprovados e sancionados pela Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) e o governador Ronaldo Caiado (UB), respectivamente.

Analistas ouvidos pela Rápidas encaram a situação como preocupante e consequência do “resquício do marconismo” materializado no quadro de conselheiros do TCE-GO.

Antes do início da guerra, deflagrada quando o pleno do órgão suspendeu os chamamentos públicos do Governo de Goiás na área da saúde, houve emissários de ambos lados que tentaram evitar a escalada da crise.

No TCE-GO, acredita-se que o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubará os ordenamentos recém-aprovados. Se isso de fato ocorrer será o indicativo de uma guerra que pode estar apenas começando, pois poder de fogo é o que não falta em cada um dos poderes.

Roberto Naves quer minar pré-candidatura de Márcio Corrêa e o motivo é um só

Em Anápolis, ninguém ousa chamar o prefeito Roberto Naves (Republicanos) e o deputado federal Márcio Corrêa (MDB) para o mesmo baile.

O emedebista quer ser candidato ao Executivo Anapolino em 2024 e o atual chefe está obstinado em inviabilizá-lo. Tanto é que tem atuado nos bastidores para impedir que o adversário político se filie em outras legendas, como o PL e União Brasil.

O comportamento, que soa doentio, se deve ao fato de Márcio Corrêa não ter aceitado ser o candidato de Roberto.

O presente de Natal que Naçoitan Leite certamente odiou

Presidente do STF, Roberto Barroso negou o habeas corpus impetrado na Corte para tentar soltar o prefeito de Iporá, Naçoitan Leite.

Atualmente sem partido, o político quis matar a ex-namorada e o companheiro dela com 15 tiros no dia 23 de novembro.

A decisão foi dada em pleno Natal pelo ministro.

Temor na Semed de Anápolis tem nome e sobrenome

Servidores da Secretaria Muncipal de Educação (Semed) mais próximos ao atual secretário Alex Martins (PP) temem o retorno de Eerizania Freitas à pasta.

Como não deve ser a escolhida pelo casal Naves para a sucessão de Roberto, sobrou para ela ser candidata à Câmara Municipal.

E o caminho mais fácil para esse intento seria retornar para Semed, já que Eerizania tem excelente relacionamento com gestores das escolas e creches. Coisa que Alex deixou de ter pelo desastre do processo eleitoral nas unidades.

Graciele Marta caminha para concorrer à reeleição sem concorrentes em Campo Limpo

A bem avaliada gestão da prefeita de Campo Limpo, Graciele Marta (UB), tem desanimado lideranças partidárias na cidade.

Rápidas conversou com algumas delas e a avaliação que predomina é que ninguém está disposto a gastar tempo e dinheiro em uma derrota inevitável.

Por isso, a pesada maioria deve caminhar com a prefeita no projeto dela de reeleição.

Nota 10

Para jornalista Lorena Gomes, que comanda o Vem Comigo, programa do Portal 6 nos EUA. O último episódio mostrou com boas imagens e depoimentos como é o encantador Natal no país.

Nota Zero

Para Triunfo Concebra. A concessionária demorou uma eternidade para remover uma carreta e a areia que o veículo transportava na BR-060, entre Goianápolis e Terezópolis.

Como consequência, um congestionamento gigantesco se formou na rodovia e atrasou compromissos de centenas de pessoas que pretendiam chegar à capital.

*Colaborou Danilo Boaventura

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade