Servidores da Educação de Goiânia anunciam retomada de greve nesta terça (27)

Estimativa é que adesão seja de 80% e ao menos 170 unidades de ensino da capital sejam atingidas

Gabriella Pinheiro Gabriella Pinheiro -
Imagem mostra uma sala de aula com vários alunos. (Foto: Divulgação/ Prefeitura de Goiânia)

Os quatro meses de tentativas de negociações entre a Prefeitura de Goiânia e o Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Goiás (Sintego) chegaram a um impasse e, agora, servidores administrativos anunciam a retomada da greve na rede municipal a partir desta terça-feira (27). 

A estimativa, conforme a Sintego, é que a adesão seja de 80% dos funcionários do setor e que ao menos 170 unidade de ensino da capital sejam atingidas.

Conforme o sindicato, o argumento para a retomada da paralisação se deve ao descumprimento de um acordo por parte da Administração Municipal em apresentar um novo plano de carreira, além da inércia de uma proposta.

Outro ponto está no prazo para alterações salariais,  já que, a partir do dia 05 de abril, servidores passam a ter restrições de reajustes devido a legislação eleitoral.

Vale lembrar que no final do ano passado, os servidores técnicos administrativos iniciaram uma paralisação na rede municipal que durou mais de 40 dias. 

À época, entre as reivindicações da categoria, estavam: reajuste de 6% no pagamento da data-base de 2023, novo plano de carreira e aumento no auxílio locomoção de R$ 300 para R$ 600. 

No entanto, as atividades foram retomadas no dia 16 de novembro, após a Sintego entrar em um acordo com o Paço para interromper a greve. 

De acordo com a presidente do órgão, Bia de Lima, ocorreram reuniões para tratar do assunto, mas não houve progresso e nada de novo foi apresentado.

Em nota enviada a imprensa, a Secretaria Municipal de Educação de Goiânia (SME) se limitou a informar que uma reunião para tratar sobre o Plano de Carreira dos Administrativos da Educação já foi agendada.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.