‘Enem dos concursos’: saiba como aproveitar o tempo extra e se preparar para o CNU

Ao Portal 6, especialista em preparação para concurso explicou como utilizar o adiamento

Thiago Alonso Thiago Alonso -
Pessoas fazendo prova (Foto: Divulgação/AL-ES)

Grande oportunidade para garantir o tão sonhado cargo como servidor público, o Concurso Nacional Unificado (CNU), que foi adiado no início de maio devido às enchentes que atingiram o estado do Rio Grande do Sul (RS), teve uma nova data confirmada: dia 18 de agosto.

Mas a pergunta que fica é se esse tempo extra se tornou um benefício ou um malefício para os chamados ‘concurseiros’?

Pensando nisso, o Portal 6 conversou com o professor Wellington Lima, coordenador do cursinho preparatório Cuca-Meta, de Anápolis, que explicou que, por trás deste atraso, se esconde uma pegadinha.

“A prorrogação de um concurso traz um descontentamento e um descontrole emocional de diversos concorrentes, diversos concurseiros que se prepararam, se organizaram e moldaram seus estudos, visando aquela data da prova. E se esse concurseiro não tiver experiência e sabedoria educacional, ele acaba pegando esse tempo, que poderia ser um benefício, e transformando em algo negativo”, enfatizou o docente, que atua há pelo menos 14 anos na área.

Segundo ele, com o adiamento, o aluno naturalmente tende a diminuir o tempo de estudo, reduzindo a preparação e deixando escapar da memória tudo que foi aprendido nos períodos anteriores, perdendo a “proximidade desse conhecimento”.

“Entre a divulgação do edital e a prova, foram aproximadamente quatro meses. Mas, se somarmos essa prorrogação, nós teremos em média de sete a oito meses para quem está realmente se preparando”, destacou.

Preparação especial

Apesar das clássicas instruções para realização de provas para concurso, o professor enfatiza que, para o CNU, a forma de se preparar é um pouco diferente, pois as matérias são atípicas do que se espera, diferenciando-se de outros certames. Por conta disso, esse período é dedicado a revisões, resoluções de questões e uma imersão ainda mais profunda nos conteúdos que ainda podem apresentar alguma dificuldade.

“Isso pode ser uma armadilha muito grande para o candidato, que pode se acomodar pelo tempo que ainda falta, achando que já estudou tudo e que não precisa revisar o conteúdo”, disse.

Por fim, Wellington Lima ressaltou que, agora, a concorrência tende a ser ainda menor, pois muitas pessoas tendem a desistir por conta da nova data, e, por isso, é importante se dedicar para se destacar ainda mais.

“Aproveite essa grande oportunidade para focar e revisar, para assim conseguir uma excelente nota”, concluiu.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

+ Notícias