O Amor precisa vencer!

O Brasil é um dos poucos países que celebram o dia dos namorados em Junho. Aqui, a data foi escolhida por ser véspera do dia de Santo Antônio, 13 de Junho, o Santo casamenteiro, que pregou o amor e o casamento como caminho para a felicidade. No restante do mundo, a comemoração é em Fevereiro, no dia de São Valentim, um bispo católico proibido de celebrar casamentos pelo imperador Claudius II. Ele desrespeitou a ordem, continuou com as celebrações às escondidas e então foi preso e decapitado dia 14 de Fevereiro do ano 270. A data então virou o dia oficial do amor, não somente entre casais, mais de forma geral, entre pessoas que se amam, como pais e filhos e amigos.

Atualmente a data não passa de um “feriado” comercial, com o objetivo de aumentar o lucro do comércio no hiato entre dia das mães e dos pais. Não é à toa que é uma das maiores datas de vendas do país, ficando atrás apenas de Natal e dia das mães. Todo mundo quer agradar seu amor, por mais que seja apenas com uma “lembrancinha”. O amor, em alguns casos ficou em segundo plano. Talvez, seja a hora de resgatar o significado de uma data criada para celebrar o amor, e que virou apenas uma desculpa para troca de presentes.

Veja bem, não estou falando que trocar presentes seja errado. Não sou esse tipo de bitolado. Estou querendo dizer que nos preocupamos tanto com os presentes, que nos esquecemos de realmente demonstrar para as pessoas que amamos, o quanto são importantes. O amor não pode ser comprado, nem medido pelo preço de presentes. Parece até que o amor está em falta, e aparentemente não há nada que possamos fazer. Afinal, até o jeito de amar de alguns desperta o ódio em outros.

Chegamos em um ponto, no Brasil, em que não basta ser infeliz. O sujeito ainda tem que se irritar e proibir a felicidade do outro. Estamos em um Estado em que se usa a religião do Amor, Onde Jesus Cristo deixou como maior mandamento “AMAR a Deus e ao PRÓXIMO, como a SI mesmo”, para perseguir e odiar. Na verdade, este Mandamento não está sendo praticado pela grande maioria de seus seguidores.

O Maior expoente do Cristianismo moderno, pautado no amor, Tem sido o Papa Francisco, que com seus sermões duros, mas sempre caridosos, têm ensinado o beabá aos católicos e outros cristãos pelo mundo. Pena que ele parece ser a exceção e não a regra. É preciso lembrar que Jesus nunca atacou ninguém, e que os únicos que lhe causaram revolta, a ponto de usar um chicote foram os vendilhões do Templo, que usavam o nome de Deus para lucrar.

Vendilhões estes que nunca foram tão comuns como agora, e com um alcance ainda maior, graças a canais de Youtube e compra de diversos horários na TV aberta e fechada pelo país. Com esse alcance grande, esperava-se que eles usassem o espaço para espalhar o amor de Deus, mostrar como Jesus ensinou a acolher e não julgar ninguém. Ao invés disso, pregam uma teologia torta, pautada na prosperidade, mesmo Jesus tendo dito que quem quisesse segui-lo devia vender, tudo e dar aos pobres antes de pegar a estrada.

Se eles apenas focassem em enriquecer explorando a ignorância alheia, eu nem falaria nada. Só existem golpes porque dois espertos querem se dar bem, e nestes casos, para que um saia ganhando outro terá que perder. O problema vai além disso. Não basta pegar o dinheiro de pessoas pobres, com a promessa de riqueza impossível, e que nunca foi possuída por Jesus ou seus discípulos. Estes falsos profetas ainda espalham um discurso de ódio, fingindo ser legitimado por Deus.

Moramos no Brasil, então, é preciso esclarecer que estamos falando do Cristianismo, pois ele abrange quase toda a população brasileira, e tem perseguido minorias e discordantes, pelo simples fato de não se adequarem ao seu modo de vida. Não estamos no Oriente Médio, nem na China ou África, onde cristãos são perseguidos. Estamos no Brasil, onde cristãos perseguem espíritas, umbandistas e até mesmo outros cristãos, além de gays, lésbicas e transsexuais. Portanto não me cobre a análise da situação de outros países, pois a realidade deles não interfere na nossa. Não diretamente.

Esses falsos profetas, infestaram o Brasil, criando uma verdadeira quadrilha, que domina o congresso e até mesmo o judiciário, chutando para a vala a ideia de Estado Laico, empurrando garganta abaixo sua teologia, por mais que muitos não queiram segui-la. Ao invés de celebrar o que é comum, preferem enaltecer o que é diferente e condenar ao inferno quem está deste lado, por mais que a Bíblia diga que seremos julgados com a mesma régua com a qual medimos o outro.

Provavelmente por isso, o amor esteja tão em falta, pois ao invés de pregarem sobre o Amor, ou sobre o Deus do Amor, estes “homens de Deus” preferem pregar o ódio, incitando seus seguidores a perseguirem quem pensa diferente, professa uma fé diferente ou ama de uma forma diferente. Talvez, se enxergássemos isso, deixaríamos de dar audiência pra este tipo de lobo e passaríamos a exercitar o que Jesus nos mandou: amar o próximo como a si mesmo.

E neste ponto, queria dizer que quem é feliz e está com quem ama, não perde tempo odiando ou perseguindo ninguém. Ame seus pais, seus amigos, seus namorados ou namoradas e esposos ou esposas. Não podemos mandar no coração, então ao invés de julgar quem ama de um jeito diferente do seu, apenas ame de volta. Trate bem, seja gentil. A vida é muito curta para perdermos tempo odiando alguém apenas por ser diferente, ou ter uma religião diferente.

Faça um exercício simples de amor: ame mais a você mesmo, e quem está próximo, e você verá que não sobrará tempo para odiar ou perseguir ninguém. Pessoas felizes, bem resolvidas, e que tem certeza sobre o que sentem não enxergam o outro como uma ameaça ou inimigo. Dividimos o mesmo planeta, e ninguém é melhor ou tem mais direitos e privilégios que ninguém. Deixe o outro ser feliz, e amar quem ele quiser, seja do mesmo sexo ou do sexo oposto. Deixe o outro se amar, sendo hetero, gay ou trans. Deus ama a todos, e não te deu o direito de odiar ninguém, muito menos em nome dEle. Quer odiar, o problema é seu, mas que seja em seu próprio nome, não em nome de Deus!

Feliz dia dos namorados. Feliz dia do Amor.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Facebook

Rápidas

Danilo Boaventura

Danilo Boaventura

É a seção que publica informações exclusivas, de bastidores sobre o que for relevante em Anápolis e Goiás

Dinheiro Nosso

Rodolfo Torres

Rodolfo Torres

É a seção que publica informações exclusivas, de economia sobre o que for relevante em Anápolis e Goiás