PublicidadePublicidade

Taxistas de Anápolis começam a trabalhar como Uber

"Hoje eu sou tudo. Uber, taxi, entregador... tudo. O que me chamar e pagar eu estou fazendo", confessou um deles à seção Rápidas, na condição de anonimato

Carlos Henrique -

A Uber entrou em Anápolis no mês de fevereiro. Desde então o baque da concorrência atingiu em cheio  taxistas e moto-taxistas da cidade, que chegam a contabilizar até 60% de perda de faturamento.

Valendo-se do ditado “se não consegue vencer seu inimigo, junte-se a ele”, taxistas da cidade estão migrando para a Uber. Já outros, para não perderem o ponto, trabalham nas duas modalidades de transporte individual.

“Hoje eu sou tudo. Uber, taxi, entregador… tudo. O que me chamar e pagar eu estou fazendo”, confessou um deles à seção Rápidas, na condição de anonimato.

“A questão é seguinte: todo mundo precisa pagar as contas. Antes só com o taxi a gente ganhava bem mais? É verdade. Mas agora entrou a Uber, paciência. Desde a reunião no hotel [Intercity] eu já vi pelo menos uns cinco que passarem para o lado de cá”, comentou outro motorista, que também pediu descrição.

Em Anápolis ainda não foi baixada nenhuma regra que impeça taxistas de trabalharem como Uber ou vice-versa.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade