PublicidadePublicidade

Anápolis pode perder a oportunidade sediar curso de Direito na UEG

Segplan já autorizou a contratação de professores via concurso público. Anápolis já perdeu o curso de Medicina para Itumbiara

Carlos Henrique -

Desde quinta-feira (08) a Segplan autorizou a abertura de concurso público para a Universidade Estadual de Goiás (UEG) contratar professores para os cursos de Medicina e Direito na instituição.

Essa era uma reivindicação já antiga do reitor Haroldo Heimer, reeleito no ano passado para o cargo, e que agora começa a sair da vontade para se consumar em realidade.

Porém, Anápolis, que sedia o campus da Universidade, e que perdeu o curso de Medicina para Itumbiara no início do ano, pode agora também perder o curso de Direito para outro município goiano.

É que até o momento não foi protocolado junto ao Conselho Universitário (CsU) nenhum processo pedindo o curso para a cidade. E outras cidades do interior já o fizeram.

O (CsU) é quem baterá o martelo sobre o destino do curso de Direito. Assim como ocorreu com o curso de Medicina em Itumbiara, o fator vontade política também é fundamental para a escolha do local.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade