Dirigir e mexer no celular pode custar até R$ 293,47 de multa em Anápolis

Agentes da CMTT já estão cientes e aptos a aplicar as alterações no Código de Trânsito

Denilson Boaventura -

Desde quinta-feira (01º) estão em vigor as alterações no Código de Trânsito Brasileiro, válidas sobretudo para o trafego dentro das cidades.

Por exemplo, a penalidade para quem estacionar na vaga de deficiente ou idoso, sem o cartão, passa a ser infração gravíssima, com multa que subiu de R$ 191,54 para R$ 293,47.

De forma geral, as multas de trânsito subiu até 66%.

Quem for pego falando ao celular enquanto dirige terá de pagar R$ 130,16 ante os R$ 85,13 da regra anterior. Mais caro ainda será para os casos em que o motorista for flagrado manuseando o aparelho e não estiver com as mãos no volante: R$ 293,47.

Se recusar a fazer o teste do bafômetro passa a ser caracterizado como infração gravíssima, com o condutor tendo a habilitação apreendida e suspensa por 12 meses.

Também foi determinada a criação de um sistema eletrônico de notificação das autuações. O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) irá desenvolver, padronizar, manter e fazer a gestão.

Para quem costuma obedecer a legislação, a adaptação às novas regras não será difícil. Mas, quem, ao contrário, coleciona pontos na habilitação, vai o alerta: com 20 pontos ou mais, a carteira de motorista fica suspensa por no mínimo 6 meses, podendo ficar retida por até um ano.

Em Anápolis, os agentes da Companhia Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT) já estão cientes e aptos a aplicar as novas regras.

Categoria Valores antigos Novos valores Reajuste percentual
Leve (3 pontos) R$53,20 R$88,38 66,12%
Média (4 pontos) R$85,13 R$130,16 52,90%
Grave  (5 pontos) R$127,69 R$195,23 52,90%
Gravíssima (7 pontos) R$191,54 R$293,47 52,20%

 

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.