PublicidadePublicidade

Policial preso pelo Graer já esteve metido com o tráfico em Anápolis, revela Mais Goiás

Detenção se deu em mais um desdobramento da Operação Sentinela

Da Redação Da Redação -
PublicidadePublicidade

Reportagem do Mais Goiás publicada neste domingo (10) revelou que um agente da Polícia Civil esteve entre os quatro presos pelo Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer), na última sexta-feira (08), em Goiânia.

A detenção de Marcos Vinícius Pereira se deu em mais um desdobramento da Operação Sentinela, que visa tirar armas e drogas de circulação na capital goiana.

No momento da abordagem, ele estava armado com uma pistola 9mm de uso restrito e havia acabado de vender um fuzil calibre 5.56.

PublicidadePublicidade

Acompanhado do policial civil e do comprador, os militares chegaram até um apartamento e localizaram mais outros dois homens, além de um fuzil, carabinas, pistolas, granada e 700 munições de diferentes calibres – incluindo ponto 50.

As suspeitas, ainda segundo o Mais Goiás, é que tanto os presos quanto o armamento sejam ligados a criminosos que assaltam bancos em Goiás na modalidade conhecida como “novo cangaço”.

Histórico

Em 2015, o agente foi denunciado pelo Ministério Público por suspeitas de integrar uma quadrilha de traficantes de drogas que atuava em Anápolis, e indiciado por usurpação de função pública qualificada, concussão e peculato.

A assessoria de comunicação da Polícia Civil informou que, apesar de ainda integrar os quadros da corporação, Marcos Vinicius Pereira Lima estava afastado de suas atividades por decisão judicial.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade