Portal 6

Essa experiência feita no Presídio Estadual de Anápolis foi um sucesso

(Foto: Reprodução)

Teste está sendo comemorado pela Justiça, Ministério Público e o Governo de Goiás

Pertencente à 9ª Regional Prisional da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), o Presídio Estadual de Anápolis realizou a primeira audiência na modalidade de videoconferência na última terça-feira (12).

A sessão, que foi presidida pela 2ª Vara Criminal de Rio Verde, contou com o apoio do Judiciário e do Ministério Público, além da direção e técnicos da unidade que acompanharam a realização.

Conforme o Governo de Goiás, essa ação tem como objetivo prevenir os riscos de resgates ou movimentos análogos no trânsito dos detentos, perigos estes proporcionados devido ao alto grau de periculosidade dos custodiados que cumprem pena em presídios estaduais.

O estado também economiza com dispensa de gastos com o transporte e combustível das viaturas que seriam utilizadas para escoltas ao Fórum e reduz o risco à sociedade ao evitar a exposição de presos nas ruas.

Diretor-geral de Administração Penitenciária, o coronel Wellington Urzêda adianta que a partir de agora essa modalidade deverá ser expandida por todas as regionais do Estado.

“Por determinação do governador Ronaldo Caiado, a administração penitenciária iniciou tratativas necessárias com o poder Judiciário e o Ministério Público do Estado para que, em parceria, possamos fazer as audiências dentro dos presídios em todas as regionais da DGAP”.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.