Portal 6

Santa Casa de Anápolis volta a receber ajuda financeira da Prefeitura após 5 anos

(Foto: Danilo Boaventura)

Socorro financeiro por parte do Governo de Goiás ainda é esperado para evitar que a UTI Pediátrica seja desativada

Suspenso em 2014 durante a gestão do PT, o convênio da Prefeitura de Anápolis com a Santa Casa de Misericórdia, exclusivo para manutenção de UTI’s, foi retomado na manhã desta sexta-feira (26).

A assinatura do documento ocorreu no gabinete do prefeito Roberto Naves e contou com a presença da diretoria do hospital, além do presidente da Câmara Leandro Ribeiro (PTB) e do deputado estadual Amilton Filho (SDD).

Referendado pelo legislativo local, o acordo prevê repasses mensais à instituição. O adiantamento de algumas parcelas está sendo providenciado pela Prefeitura devido à penúria nas contas da Santa Casa.

“Essa ajuda financeira [de cerca de R$ de 200 mil] deve cair na conta do hospital hoje à tarde ou no mais tardar na próxima segunda-feira (29)”, disse Roberto Naves.

UTI Pediátrica

Se agora a Santa Casa volta a contar com ajuda financeira do município, o mesmo ainda não ocorreu por parte do Governo de Goiás.

Desde dezembro de 2018, o Estado não repassa mais recursos para o hospital manter a UTI Pediátrica funcionando. Alegando não suportar mais os gastos operacionais, a Santa Casa pode encerrar o serviço a partir do dia 1º de maio.

Titular da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Ismael Alexandrino estaria defendendo a assinatura do convênio a partir de maio, mas sem pagar o retroativo dos meses anteriores.

A ajuda estadual  que a Santa Casa espera receber em valores acumulados passa dos R$ 2,5 milhões. Ainda assim, segundo a direção do hospital, mesmo sendo essencial, esse valor não cobre os custos com a UTI Pediátrica.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.