PublicidadePublicidade

Vigilante alega que algo surreal aconteceu na casa de capitão em Anápolis

Militar, que também atuou na 2ª Guerra, foi um dos responsáveis pelo desenvolvimento industrial da cidade

Da Redação Da Redação -

Um caso complicado foi registrado na Central de Flagrantes nesta quinta-feira (20). É que o vigilante da casa do capitão da reserva do Exército Brasileiro, Waldyr O’Dwye, precisou chamar a Polícia Militar às pressas.

A residência fica no Centro de Anápolis e consta no Boletim de Ocorrência que o homem estava de serviço quando uma mulher, vestindo calça jeans e blusa branca, apareceu e ofereceu a ele um suco de laranja.

Agradecido, ele aceitou e bebeu o suco. No entanto, o vigilante desmaiou instantaneamente e se recorda apenas de ver um rapaz, com tatuagem no braço, que segurava um celular e mostrava a foto de uma pistola.

PublicidadePublicidade

Assim que recobrou de vez a consciência, o funcionário percebeu que haviam várias pessoas estranhas na casa e começou a dizer que a polícia estava ali. Todos saíram correndo.

Foi neste momento que o vigilante acionou a viatura, alegando que tinha sido dopado e precisava de apoio, pois não sabia dizer se algum pertence chegou a ser subtraído da casa.

A equipe realizou uma varredura e não encontrou nada além de um estojo vazio de munições. Questionado se havia alguma suspeita, o vigilante respondeu apenas que, antes da morte do capitão, a casa tinha sete funcionários, mas todos foram proibidos de entrar no local.

O caso será investigado pela Polícia Civil.

Em tempo

Waldyr O’Dwye nasceu no Rio de Janeiro e voluntariou na Força Expedicionária Brasileira (FEB) nos anos 1940 para atuar em campos de batalha, na Itália, na 2ª Guerra Mundial.

Em 1960, se mudou para Anápolis com a esposa e os dois filhos e se tornou um dos homens mais importantes para a história da indústria goiana.

Já em julho do ano passado, o capitão da reserva comemorou o último aniversário recebendo uma homenagem na reinauguração da Praça dos Expedicionários, revitalizada pela ACIA. Ele morreu aos 102 anos, no último dia 27 de abril.

https://portal6.com.br/2019/04/27/aos-102-anos-morre-em-anapolis-o-empresario-e-capitao-waldyr-odwyer/

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade