Portal 6

Caso de jovem que teve 70% do corpo queimado em Anápolis pode ter reviravolta

(Foto: Reprodução/G1)

Morador de rua permanece internado na UTI e respirando com ajuda de aparelhos

A Polícia Civil poderá ter dificuldades para elucidar o caso do morador de rua de Anápolis, de 20 anos, que teve 70% do corpo queimado no último sábado (22), no Loteamento Guanabara, às margens da BR-153.

De acordo com apuração feita pelo radialista Márcio Gomes, da Manchester, Jorge Luiz Rodrigues, que está internado no Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (HUGOL), em Goiânia, pode ter sido o próprio responsável por causar as chamas.

“No dia 04 de fevereiro desse ano ele também foi levado para o HUGOL com as mesmas características e queimaduras. A Polícia Civil está investigando o caso e chegou a conclusão provisória que esse rapaz está ateando fogo nele mesmo. É a segunda vez que ele é encontrado nessas condições”, disse.

Ainda de acordo com o radialista, a suspeita se dá pelo fato de que a vítima não apontou nenhuma possível autoria para o crime e nem mostrou o lugar exato onde foi incendiado.

O Portal 6 entrou em contato com o 4º DP de Anápolis, responsável pela investigação, que informou que apenas nesta terça-feira (25) é que receberá as informações da Central de Flagrantes para então entender como tudo aconteceu.

A reportagem também entrou em contato com o HUGOL para confirmar se Jorge Luiz realmente já esteve internado na unidade. A assessoria de comunicação, no entanto, afirmou apenas que ele permanece na UTI e respirando com ajuda de aparelhos.

Jovem de Anápolis que teve 70% do corpo queimado está na UTI

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.