PublicidadePublicidade

Projeto quer dar título de cidadania goiana à Damares Alves

Natural de Paranaguá (PR), ministra já morou em diversos estados do país, mas não em Goiás

Da Redação -
(Foto: reprodução)

Está apto à primeira votação na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) o projeto de autoria do deputado Zé Carapô (DC) que concede o título de cidadã goiana para a ministra Damares Alves, titular da pasta da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. O processo já passou por todas as comissões.

Natural de Paranaguá (PR), a homenageada é advogada, pedagoga e pastora da Igreja Batista. Mudou-se ainda criança para o Nordeste com a família. Ao longo dos anos, morou nos estados da Bahia, Alagoas, Sergipe, São Paulo e Distrito Federal.

Em meados da década de 1980, foi uma das fundadoras do Comitê Estadual do Movimento Nacional Meninas e Meninos, em Sergipe, que tem como principal objetivo social a proteção de crianças em situação de rua.

A partir da década de 1990, Damares iniciou na área jurídica na defesa da preservação dos valores familiares e conservadores. Advogou por anos para mulheres em situação de vulnerabilidade social e violência doméstica.

Foi uma das fundadoras da entidade Atini – Voz pela Vida, ajudou na fundação do Movimento Brasil sem Azar e do Movimento Brasil Sem Aborto.

É coordenadora do Movimento Nacional Brasil sem Drogas, do Instituto Flores de Aço e faz parte da Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure). Desde janeiro, é ministra do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

*Com Alego

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade