Portal 6

Mesmo com a vida ameaçada, mulher de Anápolis escolheu cuidar do irmão

(Foto: Reprodução)

Polícia Militar precisou se deslocar às pressas até a casa dela para evitar que o pior acontecesse

Um caso delicado foi registrado no Nova Vila Jaiara, região Norte de Anápolis, nesta segunda-feira (07). É que uma moradora precisou chamar a Polícia Militar às pressas para não ser morta à facadas pelo irmão.

Segundo relatou em Boletim de Ocorrência, ela estava em casa e o homem, identificado como J. B. P. L., tinha saído com uma sobrinha para buscar o acerto da empresa onde trabalhava. Quando voltou, foi até a cozinha, pegou a arma branca e começou a proferir as ameaças.

Assim que a viatura chegou no endereço, ele imediatamente jogou a faca no chão, mas disse aos agentes que “mais cedo ou mais tarde mataria a irmã”.

Na delegacia, a mulher contou que o irmão toma remédios controlados desde criança, pois nasceu com uma má formação no cérebro. Porém, há um tempo o médico vem diminuindo a dosagem do medicamento e o comportamento dele mudou, resultando em uma depressão.

Em setembro,  J. B. P. L. abandonou o trabalho e não parou mais de implicar com a mulher. Ela acredita ser um reflexo da doença, pois sempre fez tudo por ele, inclusive financeiramente.

Por isso, ela não quis representar criminalmente contra ele e foi informada que terá mais seis meses para fazê-lo, caso mude de ideia.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.