Portal 6

Vacinação de farmacêuticos em Anápolis pode parar na Justiça, ameaça Conselho

Semusa já deu indicativo de que medida tomará com relação a imunização contra a gripe dos profissionais, que haviam sido excluídos do grupo prioritário

Farmacêuticos de Anápolis também serão vacinados contra a gripe até 15 de abril, prazo final que a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) tem para imunizar o grupo de risco da doença. A garantia é da pasta, que recebeu notificação extrajudicial do Conselho Regional de Farmácia do Estado de Goiás (CRF-GO) nesta terça-feira (24).

No documento, dirigido ao prefeito Roberto Naves (PP), a entidade deu 48h para a Administração Municipal tomar as providências necessárias que a classe seja incluída no grupo de imunização prioritária.

“Os profissionais farmacêuticos estão na linha de frente nos quadros da saúde. São eles que realizam o primeiro atendimento ao paciente e têm contato direto com a população”, argumentou a presidente do CRF-GO, Lorena Baía, que também mencionou que as farmácias estão na lista dos estabelecimentos que não tiveram as atividades suspensas como medida de prevenção ao novo coronavírus.

Em nota ao Portal 6, a Semusa explicou que Anápolis recebeu do Ministério da Saúde um número limitado de doses da vacina e que por isso adotou a estratégia de “priorizar idosos e trabalhadores da saúde que estão lidando diretamente com casos relacionados à Covid-19”.

Vale lembrar que a vacina não está disponível nas unidades de saúde. Para evitar aglomerações, a imunização está sendo feita de maneira gradual e por equipes volantes que se dirigem à residência de cada um dos cidadãos que serão vacinados nesta primeira etapa.

Na notificação extrajudicial (leia abaixo), o CRF-GO ameaçou recorrer à Justiça contra a Prefeitura de Anápolis caso o pleito não fosse atendido pela Semusa.

Saiba como será vacinação contra gripe em Anápolis mesmo com isolamento social

Quer comentar?

Comentários






Nosso Twitter

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.