PublicidadePublicidade

Igrejas ganham autorização para retomar cultos em Anápolis, mas terão de seguir regras

Medidas incluem a medição de temperatura de fiéis antes da entrada e disponibilização de locais para higienização de mãos e calçados

Denilson Boaventura Denilson Boaventura -

Com restrições, a retomada de atividades religiosas foi liberada no decreto do governador Ronaldo Caiado (DEM) publicado no final da noite de domingo (19).

Em Anápolis e outros 18 municípios, onde o avanço do novo coronavírus é considerado crítico, as celebrações presenciais só poderão ocorrer aos domingos. Nos demais, as reuniões foram liberadas duas vezes na semana.

Conforme o decreto, as instituições religiosas devem vedar o acesso de pessoas do grupo de risco, como idosos acima de 60 anos, nos estabelecimentos.

PublicidadePublicidade

Já os demais fiéis terão de usar máscaras e passar por medição de temperatura por termômetro infravermelho antes da entrada. Se apresentem quadro febril, também deverão ser vedados.

Dentro das igrejas, deverá ser disponibilizado local e produtos para higienização das mãos e calçados dos fiéis.

Cada instituição só poderá ministrar as missas e cultos com no máximo 30% de sua capacidade, mantendo distanciamento de dois metros entre cada membro e evitando contato físico.

Segundo o documento, mais de uma reunião por dia pode ser realizada — desde que seja com um intervalo mínimo de 2h para evitar aglomerações na porta das instituições.

Todas estas medidas definidas por Caiado podem, no entanto, ser alteradas, restritas ou flexibilizadas pelo prefeito Roberto Naves (PP).

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade