PublicidadePublicidade

‘Nenhum pai quer ver o filho chamar e não poder abraçar’, diz curado de Covid-19 em Anápolis

Ele defende que vírus "não é brincadeira e um simples contato é suficiente para se contaminar"

Rafaella Soares -

Diego Luciano Martins, de 33 anos, é formado em Ciências Contábeis, casado, pai de uma garotinha de dois anos e foi o 15º caso confirmado do novo coronavírus em Anápolis.

Já curado da Covid-19, ele participou de uma entrevista ao vivo com o Portal 6 na noite desta quarta-feira (13) e contou que fez o exame por conta própria, na rede privada, depois de ter contato com uma pessoa infectada.

Após o resultado do teste, foi colocado em isolamento pela Vigilância Epidemiológica do município de imediato, precisando se afastar até mesmo da família, incluindo uma idosa de 87 anos, por 17 dias.

“Fiquei isolado de todos em um quarto. Lavava minha roupa, higienizava o quarto e minhas refeições eram feitas em materiais descartável. Minha esposa colocava na porta do quarto e saía. [Essa situação] nunca é tranquila para quem está com Covid-19, porque tudo é novo. É uma doença que ninguém conhece. É muita aflição”, relatou.

“O vírus não é brincadeira. Um simples contato é suficiente pra se contaminar, como aconteceu comigo. Foram 17 dias que pareceram 17 meses. Tenho uma criança que chamava na minha porta e me cortava o coração. Imagino que nenhum pai quer passar por isso de seu filho te chamar e você não poder pegar e abraçar”, acrescentou.

Veja a entrevista na íntegra

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade